Walter festeja novo contrato: “Mil vezes melhor estar no Corinthians”

0
Walter, goleiro do Corinthians, em treinamento no CT — Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians

Reserva de Cássio, goleiro foi procurado por duas equipes da Série A do Brasileirão

Campeão brasileiro em 2011 e hoje no Bragantino, o goleiro Júlio César certa vez disse que preferia ser reserva no Corinthians do que titular em outras equipes. Walter, com contrato recém-renovado com o Timão, concorda com a frase marcante do jogador.

– Tem “n” clubes que poderiam me dar o suporte que tenho no Corinthians, mas é mil vezes melhor estar aqui nesta equipe, campeã, que está sempre buscando títulos, no banco de um grande goleiro como é o Cássio. Isso que me faz querer sempre mais, mesmo estando no banco de reservas. Procuro fazer sempre o meu melhor para pelo menos tentar chegar ao nível dele – disse Walter.

No período de indefinição, Walter recebeu proposta de dois clubes da Série A: do Ceará e do Athletico-PR. O Fluminense, apontado por muitos como interessado no jogador, nunca chegou a formalizar isso. Na parada da Copa América, porém, a diretoria do Timão mudou de ideia.

– Serve para nos valorizar. A gente fica no banco, não aparece muito e com essa situação vieram alguns times atrás. A felicidade foi grande. Mas minha prioridade era ficar. Eu ia esperar até o fim do ano, estava com isso na cabeça, ia cumprir o meu contrato até o final. Fico feliz pela reviravolta – completou o goleiro.

O vínculo atual de Walter com o Corinthians vence em dezembro e, ainda no começo do ano, a diretoria havia comunicado ao atleta que não optaria pela renovação. Na ocasião, o pensamento era que ele era um goleiro muito caro para ser reserva. Além disso, havia um entendimento mútuo que ele merecia sair para ser titular em qualquer outro clube do futebol brasileiro.

Sem Cássio, convocado para ser o terceiro goleiro da seleção brasileira, Walter foi o titular no empate sem gols com o Cruzeiro e na derrota por 1 a 0 para o Santos, ambos pelo Brasileirão. No início de julho, acertaram um contrato de duas temporadas, que será iniciado em janeiro.

– Era algo que já estava definido (a saída), fiz as duas partidas, não sei qual foi a outra situação que acabou pintando, mas fiquei muito feliz com essa reviravolta, pela minha vontade de permanecer no clube, pelo carinho que tenho com diretoria, as coisas caminharam para o que eu queria.

A “outra situação que acabou pintando”, citada por Walter, é uma incógnita.

Especula-se que Cássio teria recebido sondagens na janela de transferências, mas a diretoria do Corinthians nega e diz que a renovação de Walter não tem relação com o futuro de Cássio.