‘Tudo indica que foi um acidente’, diz delegado sobre morte de homem em pescaria

0

Geraldo da Silva Souza, de 27 anos, pescava no rio Tietê quando foi atingido por um tiro em Araçatuba.

Para a Polícia Civil, a morte do homem que pescava às margens do rio Tietê na quinta-feira (7), em Araçatuba (SP), foi um acidente. Geraldo da Silva Souza, um tratorista de 27 anos, foi baleado enquanto pescava com amigos por volta das 21h.

“A polícia não descarta nenhuma possibilidade. Nem um crime intencional, como um assassinato. Mas pelo que tudo indica, foi um acidente, um erro por parte do atirador que achou que fosse um animal e atirou no pescador. Depois ele covardemente fugiu do local”, explica o delegado Getúlio Nardo.

Delegado diz que há possibilidade de tiro ser acidental (Foto: Reprodução/TV TEM)
Delegado diz que há possibilidade de tiro ser acidental (Foto: Reprodução/TV TEM)

De acordo com os amigos que pescavam com Geraldo, os ocupantes de uma lancha jogaram luz nos pescadores e logo depois veio o disparo.

“Chegamos no rio e começamos a pescar. Aí apareceu uma lancha, que jogou siribi na gente e um rapaz começou a gritar, falando que era gente, mas aí atiraram. Foi um desespero total”, afirma o amigo e testemunha Renê Fábio Carvalho.

“Saímos correndo, gritando, eles deram meia volta com a lancha e foram embora. Procuramos a polícia porque já vimos que ele estava sem sinal de vida”, disse Renê.

O homem foi socorrido pelos bombeiros à Santa Casa de Araçatuba, mas já chegou ao local sem vida. O autor do disparo ainda não foi identificado. A bala retirada do corpo da vítima será analisada para identificar de qual arma o disparo foi realizado.

Renê estava pescando com a vítima quando tudo aconteceu (Foto: Reprodução/TV TEM)
Renê estava pescando com a vítima quando tudo aconteceu (Foto: Reprodução/TV TEM)