TCE questiona concurso para agentes da Guarda Municipal feito em 2014 em Rio Preto

0

Aproximadamente 3,8 mil candidatos se inscreveram nesse concurso, que resultou na contratação de 111 guardas. Os questionamentos do Tribunal de Contas do Estado são sobre os critérios utilizados nas avaliações sociais e físicas.

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) está questionando o concurso para agentes da Guarda Civil Municipal realizado em 2014, em São José do Rio Preto (SP), na antiga gestão do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB). Os questionamentos são sobre os critérios utilizados nas avaliações sociais e físicas.

Por telefone para a TV TEM, o ex-prefeito Valdomiro Lopes disse que os apontamentos do TCE são normais e que os procuradores da prefeitura têm que prestar os esclarecimentos exigidos. O secretário de Trânsito Aparecido Capelo não foi encontrado para falar sobre o assunto.

Aproximadamente 3,8 mil candidatos se inscreveram nesse concurso, que resultou na contratação de 111 guardas. A Prefeitura, agora, vai responder os questionamentos do TCE, para tentar manter a validade do concurso.

TCE questiona concurso para agentes da Guarda Municipal realizado em Rio Preto
TCE questiona concurso para agentes da Guarda Municipal realizado em Rio Preto

No caso da avaliação física, o Tribunal questiona que os testes de aptidão física foram realizados em períodos do dia diferentes. Então, quem fez a tarde enfrentou o sol mais forte e, consequentemente, teve rendimento inferior.

Na avaliação social o questionamento é relativo ao fato do candidato não poder estar inadimplente com compromissos financeiros. Ou seja, se a pessoa tivesse com o nome sujo, por exemplo, seria eliminada do concurso.

Reunião

Os guardas contratados neste concurso foram chamados para comparecer a reunião marcada nesta quarta-feira (25), às 9h30, no 9º andar da Prefeitura. A Secretaria de Administração vai notificar todos os guardas sobre os apontamentos do Tribunal de Contas.

Caso o Guarda não puder comparecer, deve mandar um representante. Os que estão trabalhando devem se apresentar normalmente ao seu posto. Já para os que estiverem de folga, não é necessário ir fardado.