Suspeito de participar de onda de incêndios a ônibus em Olímpia é preso

0
Ônibus que foram incendiados ficavam em um pátio de uma empresa (Foto: Reprodução/TV TEM)

Homem foi preso com drogas e, em vistoria ao celular, polícia encontrou conversas sobre o ataque da última quarta-feira (18). Ele confessou participação, segundo a polícia

Um homem foi preso na noite desta quinta-feira (19) suspeito de ter participado dos ataques a ônibus e outros veículos em Olímpia (SP). A onda de violência aconteceu na noite desta quarta-feira (18).

O suspeito foi preso na casa onde mora, em Olímpia. Segundo a polícia, depois de uma denúncia anônima, policiais foram até o local e encontraram drogas. Mas ao vistoriar o celular do suspeito, a polícia encontrou também conversas sobre os atentados.

De acordo com a polícia, ele acabou confessando a participação nos ataques e foi preso. Esta foi a primeira prisão relacionada aos ataques. Dois suspeitos chegaram a ser detidos por possível envolvimento na onda de violência, mas acabaram sendo liberados. Os ataques causaram prejuízo para os donos dos veículos.

Ônibus incendiado ficou totalmente destruído em Olímpia na madrugada desta quarta-feira (18) (Foto: André Modesto/TV TEM)
Ônibus incendiado ficou totalmente destruído em Olímpia na madrugada desta quarta-feira (18) (Foto: André Modesto/TV TEM)

Os ataques

Vândalos fizeram uma onda de ataques na madrugada de quarta-feira (18) em Olímpia e 15 ônibus e nove carros foram incendiados. Foram montadas barricadas com pneus e lixo, materiais que espalharam rapidamente as chamas.

Dos 15 ônibus incendiados na madrugada, 14 eram da empresa Bontur, que operavam na linha rural e no transporte intermunicipal. O outro ônibus queimado é particular e o crime aconteceu no bairro Harmonia.

Além disso, nove veículos que estavam no pátio terceirizado da Ciretran também foram queimados, sendo 7 carros e dois caminhões, e também uma carretinha. Alguns dos automóveis inclusive seriam leiloados nesta semana.

Ônibus queimados em Olímpia durante a madrugada desta quarta-feira (18) (Foto: André Modesto/TV TEM)
Ônibus queimados em Olímpia durante a madrugada desta quarta-feira (18) (Foto: André Modesto/TV TEM)

Suspeita

A suspeita da polícia é de que o ato vandalismo tenha sido feito em represália a morte do eletricista Everson Luís Nunes Pereira, de 38 anos, baleado por um policial militar no domingo (15).

Everson foi enterrado na terça-feira (17) em Olímpia. O eletricista foi morto com um tiro por um da PM da capital. Conforme o boletim de ocorrência, eles teriam se envolvido em uma confusão no domingo, em uma casa noturna.

Everson Luís Nunes morreu após ser baleado (Foto: Arquivo Pessoal)
Everson Luís Nunes morreu após ser baleado (Foto: Arquivo Pessoal)