Suspeito de participar de assassinato de ex-sargento é preso em Rio Preto

0
Cícero de Camargo tinha 52 anos e foi encontrado morto em casa — Foto: Reprodução/TV TEM

Um homem foi preso pela Polícia Civil de São José do Rio Preto (SP) suspeito de estar envolvido no assassinato do sargento aposentado da Polícia Militar Cícero de Carvalho, de 53 anos. O crime foi em outubro do ano passado e a mulher da vítima também foi presa suspeita de cometer o crime.

Mesmo com a prisão da mulher decretada, a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) continuou a investigar o crime e chegou até o suspeito, de 38 anos. A DIG também pediu a prisão temporária do homem, que foi cumprida nesta terça-feira (16).

Durante depoimento, o homem declarou que conhecia o casal há três anos e a mulher reclamava de brigas e agressões. O suspeito disse à polícia que a mulher teria oferecido R$ 45 mil para que ele executasse o marido.

O homem disse que no dia do crime, foi até a casa da vítima e deu cobertura enquanto a mulher cometia o crime. Ele nega ser o autor do assassinato e que não recebeu a quantia combinada.

Como as versões têm divergências, a polícia pretende fazer uma reconstituição do crime e até realizar uma acareação entre eles.

O crime

Cícero foi encontrado ferido com marcas de tiros dentro da casa dele, no bairro Via Goyos, em Rio Preto, no dia 29 de agosto. A suspeita era de latrocínio, roubo seguido de morte.

Segundo a polícia, o corpo de Cícero foi encontrado pela esposa enrolado em um lençol que estava na cama deles. A vítima foi socorrida e levada ao Hospital de Base com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

Para a polícia, a mulher contou que encontrou o marido ensanguentado logo após voltar da farmácia, pois tinha passado mal pouco antes. Segundo o boletim de ocorrência, ela foi ao hospital, acompanhada da filha de 16 anos.

Na volta para casa passou na farmácia e comprou parte dos medicamentos porque faltou dinheiro. A esposa da vítima disse à polícia que voltou para casa para pegar o cartão de crédito e deixou a filha, quando iria voltar à farmácia.

Ainda conforme o B.O., ao sair, a mulher viu dois homens em atitude suspeita na rua e começou a segui-los até os perder de vista. Foi quando decidiu voltar para casa e encontrou o marido ferido.