Suspeito de estuprar neta da namorada é espancado em Rio Preto

0

Pais da criança foram tirar satisfação com ele e o agrediram.
Vítima foi levada para a UPA e negou que tenha cometido o crime.

Uma suspeita de estupro contra uma criança provocou uma confusão na noite desta segunda-feira (17), em um conjunto de chácaras na região norte de São José do Rio Preto (SP). Os pais da menina foram até a casa do suspeito – que é namorado da avó dela – para tirar satisfação. Houve desentendimento e o homem de 55 anos foi espancado.

A mãe, que prefere não ser identificada, ainda está revoltada com tudo o que aconteceu. Há algumas semanas ela percebeu uma mudança de comportamento da filha de 7 anos. Ela desconfiou que a menina estava sendo vítima de abuso sexual quando passava os fins de semana na casa do pai. O principal suspeito seria o namorado da ex-sogra. “Ela estava muito fechada, quieta, sabe quando a gente sente. Ele dava muito presente, agradava, de uma tal forma que minha mãe já tinha alertado e falado para minha filha não ir mais lá”, afirma a mulher.

Ela questionou a filha, que acabou contando o que estava acontecendo. A mãe e o ex-marido foram até a casa do suspeito de ter abusado da menina, que mora no mesmo bairro. Foi aí que a confusão começou e outros moradores acabaram se envolvendo e também agrediram o homem. “Ele começou a tacar tijolo na gente, aí a gente entrou e foi para cima dele, e já juntou uma galera também, e já pegou ele. É a minha filha, eu não podia, entendeu? A revolta que vem é muito grande e não desejo isso para ninguém”, afirma.

O suspeito foi levado para a Central de Flagrantes pela própria mãe. Muito machucado ele precisou ser socorrido pelos bombeiros até a Unidade de Pronto Atendimento do Jardim Tangará.

O delegado registrou duas ocorrências, uma para apurar o suposto estupro e outro para saber os responsáveis pelas agressões do suspeito. O homem tem 55 anos e passou a noite na UPA, recebendo alta na manhã desta terça-feira (18). Ainda bem machucado, ele negou o crime.

O delegado de plantão, Éder Galavoti, liberou o suspeito porque não houve flagrante. A denúncia de estupro vai ser investigada pela Delegacia de Defesa da Mulher. Já a denúncia de agressão vai ser apurada pela delegacia da zona norte.

Suspeito ficou bastante ferido e foi levado da central de flagrantes para a UPA (Foto: Reprodução / TV TEM)Suspeito ficou bastante ferido e foi levado da central de flagrantes para a UPA (Foto: Reprodução / TV TEM)

DEIXE UMA RESPOSTA