STF vai analisar pedido de afastamento de Paulo Guedes do Ministério da Economia

0

Plenário do Supremo analisará a partir do próximo dia 30 pedido do PDT para afastar o ministro; entenda

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) começará a julgar no próximo dia 30 de outubro um pedido do PDT para afastar Paulo Guedes do cargo de ministro da Economia. A informação é de Alcelmo Gois, colunista do jornal O GLOBO .

O partido de oposição ao governo de Jair Bolsonaro aponta para uma investigação no Ministério Público Federal (MPF) que apura possíveis fraudes cometidas por Guedes em fundos de pensão estatais.

Citando motivos técnicos, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, em decisão monocrática, negou seguimento ao caso, que também já foi arquivado pela Terceira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), no início deste mês .

O ministro da Economia é suspeito de usar uma de suas empresas para lucrar em cima do prejuízo de estatais e seus fundos próprios de aposentadoria complementar.

O  MPF  começou a investigar Guedes no início de outubro de 2018, antes mesmo das eleições. Segundo os autos do processo revelados pela  Folha de S.Paulo , os fundos de investimento em que foram encontradas irregularidades receberam aportes no valor de R$ 1 bilhão entre 2009 e 2013. Entre os papéis, estão Funcef, entidade previdenciária dos funcionários da Caixa, e Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), que apontaram as irregularidades, além do Previ (Banco do Brasil), o Petros (Petrobras) e o BNDESpar, que atua com investimentos no mercado de capitais.

Ao arquivar a investigação contra Guedes, o TRF-1 acolheu os argumentos da defesa do ministro e entendeu que não havia indícios de irregularidades na atuação de fundos de investimentos geridos por uma empresa de Guedes que captaram recursos milionários de fundos de pensão de estatais, como da Caixa Econômica Federal (Funcef). Havia duas investigações em tramitação contra o ministro na Operação Greenfield , do Ministério Público Federal do Distrito Federal, por diferentes aportes recebidos dos fundos.