Sánchez suspenso? Independiente estuda “pedir os pontos” do jogo; Santos se defende

0
Foto: Divulgação

Em casa, time argentino empatou sem gols com o Peixe no jogo de ida das oitavas da Libertadores

Segundo o diário esportivo “Olé”, da Argentina, o Independiente estuda pedir à Conmebol que avalie se Carlos Sánchez, volante do Santos, poderia ter jogado a partida de ida das oitavas de final da Libertadores – na noite de terça-feira, em Avellaneda, as equipes empataram em 0 a 0.

O clube argentino recebeu a informação de que o jogador uruguaio estaria suspenso. Assim, poderia “pedir os pontos” à entidade, como escreve a publicação, e vencer no tapetão a primeira parte da decisão.

Em novembro de 2015, quando atuava pelo River Plate, Sánchez foi expulso no jogo de volta da semifinal da Copa Sul-Americana contra o Huracán. Como depois disso o volante não entrou mais em campo em competições da confederação da América do Sul, ele deveria cumprir a suspensão na partida seguinte, justamente a de terça-feira, segundo a diretoria do Independiente.

Acontece que, em 2016, em medida tomada por conta da comemoração de seu centenário, a Conmebol reduziu pela metade todas as suspensões pendentes de clubes e jogadores. Segundo a assessoria do Santos informou ao GloboEsporte.com, Sánchez, beneficiado por essa ação, estaria apto a jogar.

Em rápido contato com a reportagem na manhã desta quarta-feira, o executivo de futebol do clube, Ricardo Gomes, respondeu:

– Tudo certo, sem problemas.

Sánchez é cercado por jogadores do Independiente, na terça-feira (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Sánchez é cercado por jogadores do Independiente, na terça-feira (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

A dúvida do Independiente recai sobre o número de jogos imposto a Sánchez naquela época. Segundo o “Olé”, o Santos informa que o volante recebeu apenas um jogo de suspensão, “perdoado” no ano passado, mas o clube argentino quer comprovar isso na Conmebol. A entidade ainda não se manifestou sobre o caso.

O Santos também se apoia no fato de, antes do jogo, como de praxe, ter consultado o sistema informatizado da Conmebol, que aponta jogadores suspensos ou impedidos de atuar, e não encontrado qualquer restrição a Sánchez.

Se o mata-mata continuar sendo decidido em campo, empate sem gols na Argentina obriga o Santos a vencer na próxima terça-feira, no Pacaembu, por qualquer placar, para se classificar. Igualdade com gols coloca o Independiente nas quartas – outro 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

A delegação santista volta ao Brasil na tarde desta quarta-feira, quando os jogadores ganham folga, A reapresentação está marcada para a tarde de sexta, no CT Rei Pelé.

Caso Sánchez é destaque no site do diário argentino "Olé" (Foto: Reprodução)
Caso Sánchez é destaque no site do diário argentino “Olé” (Foto: Reprodução)