Riopretenses são presos pela operação vagatomia da PF

0

Acusada joga computador e telefones pela janela ao ser presa em Rio Preto.

O empresário José Fernando Pinto da Costa, dono da Universidade Brasil (Uniesp) foi preso junto com seu filho Stehefano Costa e outros acusados de descio no Fies e ProUni que chega a meio bilhão de reais.

A operação da Polícia Federal, em Rio Preto, foi marcada pelo medo e cena cômica da acusada Aurélia Souza Ferreira, que ao ser detida tentou se livrar de um notebook e celulares, jogados pela janela.

Na operação Vagatomia, em Rio Preto, a Polícia Federal prendeu os acusados Aurélia Sousa Ferreira, Murilo Ferreira de Paula e Paulo Roberto Pereira Marques.

Eles são acusados de fazer a intermediação com compradores de vagas. Em Rio Preto, funciona a empresa de assessoria para estudantes que moram na Bolívia e Paraguai.

Frank Ronaldo Soares é apontado como o líder do grupo acusado de cooptar interessados na compra das vagas na UniBrasil. Ele também foi preso.

PELA JANELA – O notebook e os celulares jogados pela janela por Aurélia, no momento de prisão, foram apreendidos e levados para perícia.

Por Jair Viana