‘Respiro polícia e vivo o trabalho’, diz primeira delegada titular da DIG de Sorocaba

0
Luciane Bachir é delegada da DIG em Sorocaba — Foto: Carlos Dias/G1

G1 Jundiaí/Sorocaba

A data que nesta sexta-feira (8) é lembrada pelo movimento diário por igualdade de gênero é herança de uma raiz trabalhista nascida na luta: o Dia Internacional da Mulher. E é justamente após muito trabalho que a delegada da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Sorocaba (SP), Luciane Regina Bachir, celebra o dia como a primeira mulher titular à frente da unidade, responsável por 13 municípios.

A oficialização da data pela Organização das Nações Unidas (ONU) ocorreu apenas em 1975. Ainda na década de 70, em São Paulo, o estado lançou o primeiro concurso público para delegados e, pela primeira vez, uma mulher assumiu o cargo.

Foi Ivanete Oliveira Velloso, que tomou posse também em 75, com outros 21 delegados. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), atualmente há 5.745 mulheres nos quadros da Polícia Civil, sendo 595 delegadas.

Em entrevista ao G1, a chefe da DIG lembrou, em meio a pausas de orientações a investigadores, a trajetória dos quase 18 anos de carreira, cinco cidades trabalhadas e inúmeros casos resolvidos. No início dos anos 2000, a sorocabana se formou em direito e decidiu se tornar a única policial da família.