Proposta de compra de alimentos transgênicos para merenda escolar é aprovada em Rio Preto

0
Secretário de agricultura de Rio Preto, Pedro Pezuto, fala na sessão da Câmara — Foto: Reprodução/TV TEM

Justificativa é de que 90% da produção nacional dos derivados da soja e do milho são transgênicos e, por isso, a prefeitura não consegue comprar merenda sem que os produtos sejam transgênicos.

Os vereadores de São José do Rio Preto (SP) aprovaram na sessão da Câmara desta terça-feira (4), em regime de urgência, a proposta do prefeito Edinho Araújo (MDB) que autoriza a compra de alimentos transgênicos para merenda escolar.

Desde 2002 uma lei municipal proíbe a compra de produtos para merenda escolar que contenham elementos transgênicos. Em 2015 se abriu uma exceção apenas para o óleo de soja.

Na justificativa do projeto, o prefeito alega que 90% da produção nacional dos derivados da soja e do milho são transgênicos e, por isso, a prefeitura não consegue comprar merenda sem que os produtos sejam transgênicos.

O secretário de agricultura de Rio Preto, Pedro Pezuto, foi convidado pelo presidente da Câmara para falar sobre o projeto. Ele explicou que a prefeitura tem encontrado dificuldade para comprar determinados produtos por conta da restrição aos elementos transgênicos.

“O que estamos colocando no momento é em relação aos produtos são as bolachas, bebida lácteas e os subprodutos do milho, mas principalmente o leite de soja, que tem restrição alimentar e temos dificuldade de fazer esse tipo de aquisição”, afirma.

O projeto foi aprovado pelos vereadores, foram apenas dois votos contra. Antes dele ser colocado em votação foi debatido pela comissão de saúde da casa, que se reuniu com integrantes da secretaria de agricultura para se chegar num consenso.