Preso por matar adolescente estava foragido há oito meses

0
Adolescente foi morta a facadas dentro de casa em Araçatuba — Foto: Facebook/Reprodução

Júlia Maria de Lima Mendes, de 14 anos, foi atacada enquanto dormia em casa, em Araçatuba (SP). Daniel Gaspar Barbosa usava documento falso para fugir da polícia; ele não voltou para a cadeia após saidinha do Dia das Mães.

O homem preso que confessou ter matado a facadas a adolescente Júlia Maria de Lima Mendes, de 14 anos, em Araçatuba (SP), estava foragido da Justiça há oito meses depois de uma saidinha temporária do dia Dia das Mães. Ele cumpria pena pelo assassinato da própria mulher, cometido em 2006, em Ribeirão Preto (SP).

A estudante morta a facadas dentro da casa dela, no bairro Água Branca, foi atacada enquanto dormia. Daniel Gaspar Barbosa, de 33 anos, era vizinho da família e usava documento falso para se esconder da polícia.

Daniel era foragido da penitenciária de Bauru (SP). Em maio de 2018 ele teve direito a saída temporária e não retornou. Ele disse em depoimento que matou a mulher na época por causa de traição.

Júlia foi morta no sábado (19) e o assassino encontrado pela polícia neste domingo (20). Em depoimento ao delegado, Daneil disse que matou a menina por vingança porque tinha desavença com a família, o que será investigado pela polícia.

“Ele confessou que fez o homicídio e se escondeu em um matagal, passou a noite escondido. Ele era procurado pelo homicídio da própria esposa”, afirma o tenente da Polícia Militar Arilson Lugão.

Segundo a polícia, Júlia estava dormindo na sala quando o assassino pulou o muro da casa. Ela foi encontrada ferida pela mãe, que trabalhava em um salão de cabeleireiro na frente do imóvel.

A mãe contou à polícia que ouviu os gritos da filha e saiu correndo. Quando chegou na sala encontrou a menina ferida e viu um homem fugindo pelos fundos. O corpo de Júlia foi enterrado neste domingo e o crime comoveu moradores.

“Ela foi criada com as minhas netas, o apelido dela era Jujubinha, uma menina boazinha, um amor de pessoa, ia para a igreja, era coroinha”, afirma a aposentada Valdice da Silva.

Daniel é suspeito de ter matado jovem Júlia a facadas em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM
Daniel é suspeito de ter matado jovem Júlia a facadas em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM