Prefeitura intensifica serviço de roçada pela cidade

0
Foto: Divulgação

 

As equipes de roçada da Estância Turística de Olímpia estão trabalhando a todo vapor. Isso porque, neste período de chuvas, os matos tendem a crescer mais rápido, prejudicando o cronograma das atividades e aumentando a demanda dos serviços a serem executados.

Por isso, a secretaria de Obras, Engenharia e Infraestrutura está dividindo as equipes de zeladoria para que o trabalho seja realizado nas praças, ruas, avenidas e espaços públicos de toda a cidade. Nas últimas semanas, os serviços já foram executados nas praças dos bairros Santa Rita, Santa Ifigênia, São José e Praça Nossa Senhora Aparecida, nas unidades do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, além das ruas e avenidas.

De acordo com a secretaria, os trabalhos não param. Nesta semana, as equipes estão no Quinta das Aroeiras e Cohab II e, nas próximas semanas, os trabalhos serão realizados nos bairros Cisoto, São Benedito e Centro.

A Prefeitura pede a compreensão dos moradores e informa que segue intensificando o serviço, garantindo que toda a cidade receba as equipes de limpeza.

TERRENOS PARTICULARES

A limpeza da cidade é uma medida não só de zeladoria como também de saúde pública, por isso, o trabalho deve ser realizado em conjunto pela Administração e a população, evitando o descarte de lixo em locais irregulares e cuidando da manutenção de terrenos particulares.

Para que o morador possa fazer solicitações e denúncias sobre terrenos sujos ou com mato alto, a Prefeitura disponibiliza o canal da Ouvidoria, podendo o cidadão protocolar o pedido online pelo Portal Oficial ou procurar diretamente o setor que fica no Gabinete Executivo (Praça Rui Barbosa, 54 – Centro / Telefone (17) 3279-2727).

Com o registro, as demandas são imediatamente direcionadas ao setor responsável. Ao identificar o proprietário, a fiscalização notifica o dono do imóvel, estabelecendo um prazo de dez dias para providenciar a limpeza. Decorrido o período, os fiscais retornam ao local, juntamente com o Controle de Endemias e, caso não tenha sido efetuada a limpeza, são tomadas providências como aplicação de multa que pode chegar a mais de R$ 500,00, se houver criadouros de Aedes Aegypit, além da cobrança pelo serviço de roçada realizado pela Prefeitura.