Prefeitura freta ônibus após servidor ironizar superlotação de crianças: ‘Vai reclamar do quê? É de graça’

0
Estudantes chegaram em ônibus fretado pela prefeitura (Foto: Reprodução/TV TEM)

TV TEM mostrou estudantes a mais em ônibus durante trajeto para a escola. Encarregado do transporte disse que mães não tinham direito de reclamar.

O transporte de estudantes em General Salgado (SP) voltou ao normal nesta quarta-feira (7) depois de denúncias feitas pela TV TEM de superlotação e ônibus precários. Na reportagem desta terça-feira (6), a TV TEM mostrou o flagrante de um ônibus com mais de 70 estudantes.

Durante a reportagem, o encarregado de transportes da educação do município, Lucien Roberto Fernando, disse que os pais dos estudantes não têm o direito de reclamar, já que o transporte é gratuito.

“Acho que tinha de cortar [o serviço]. Cada um levar o seu filho para a escola, porque aqui é de graça. Vai reclamar do quê? É de graça e está reclamando”, disse, aos gritos, para o repórter da TV TEM.

A prefeitura, por meio de nota, disse que já foi solucionado o problema da superlotação no perímetro urbano da cidade. A prefeitura disse ainda que tomou medidas cabíveis em relação às declarações do encarregado do setor de transportes.

Mas o dia começou com dúvida para alguns pais de aluno da Escola Azílio Antônio de Prado. Alguns pais preferiram trazer as crianças nas escolas, porque ficaram com medo que o comunicado distribuído na segunda-feira (5) estivesse valendo.

O bilhete dizia que a partir desta quarta-feira os ônibus escolares só transportariam crianças da zona rural e de áreas de risco. “Fiquei preocupada com o aviso e eu trouxe para não perder a aula”, afirma a dona de casa Quitéria Pessoa da Silva.

A maioria dos pais resolveu arriscar e vários alunos esperaram o ônibus no ponto da avenida Paulo Constantino. Normalmente as crianças embarcam 6h20, mas nesta quarta o ônibus passou com quase meia hora de atraso.

Para a surpresa dos pais e dos estudantes, outro veículo foi enviado para fazer o transporte das crianças até a escola. Diferentemente dos outros dias, não havia superlotação. “Hoje veio um ônibus bem melhor, antes era um velho, agora passou um bem melhor”, diz a mãe de aluno Maria Aparecida dos Santos.

O ônibus que fez o transporte dos alunos foi fretado por três dias, então, até sexta-feira (9). Segundo a prefeitura, na semana que vem o ônibus do município que está quebrado voltará a fazer o serviço.

O caso

A superlotação no transporte de estudantes em General Salgado foi mostrada pela TV TEM. Em um dos casos, três alunos dividiam espaço onde deveriam estar dois passageiros. Tinha até crianças em pé. Algumas mães fizeram vídeos e denunciaram o problema.

Na segunda-feira, enquanto a equipe fazia a reportagem um ônibus quebrou. Doze crianças foram numa perua e mais de 60 desceram depois para seguir em outro ônibus. Na garagem onde ficam os veículos do município tinha vários ônibus.

Veja mais notícias da região em Grupo Bom Dia

Ônibus quebrou e estudantes foram transferidos para outros transportes para chegar às escolas (Foto: Reprodução/TV TEM)
Ônibus quebrou e estudantes foram transferidos para outros transportes para chegar às escolas (Foto: Reprodução/TV TEM)