Prefeitura de Marília altera novamente publicação de edital da Zona Azul

0
Reunião sobre Zona Azul nesta quarta-feira (Foto: Lígia Ferreira/Assessoria de Imprensa PMM)

Após forte reação negativa dos marilienses, o prefeito Daniel Alonso (PSDB) voltou atrás e vetou a implantação de área de Zona Azul no entorno do Hospital das Clínicas de Marília e Hemocentro.

Em outros pontos também polêmicos, como Avenida das Esmeraldas e ao lado do Fórum no bairro Fragata, está mantida a intenção da implantação da Zona Azul.

Uma reunião foi promovida nesta quarta-feira (4) à tarde, no auditório do 2º andar do Paço Municipal, para a discutir os locais da futura Zona Azul Digital.

Participaram do encontro representantes de vários segmentos da sociedade, como Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Câmara Municipal, Acim (Associação Comercial e Industrial de Marília), Fórum local, Famema (Faculdade de Medicina de Marília), Conselho Municipal de Trânsito e Agentes de Trânsito.

A reunião foi coordenada pelo presidente da Empresa Municipal de Mobilidade Urbana de Marília (Emdurb), Valdeci Fogaça, e pelo engenheiro de Trânsito, Rogério Antônio Alves.

“Foi um encontro muito positivo e certamente quem ganhou foi a população de Marília. A reunião mostrou que estamos trabalhando para melhorar o estacionamento rotativo da cidade, além de deixar claro que a nossa proposta é regulamentar este estacionamento, fazendo de Marília um grande polo comercial, como sempre foi. A Zona Azul Digital atenderá principalmente a população, trazendo ganho para o comércio e para a economia da cidade, com geração de emprego e renda”, disse o presidente da Emdurb.

O que ficou também decidido é que a concessão da empresa que ficará responsável pelo serviço de Zona Azul será de 15 anos e não de 10 anos como estava previsto anteriormente.

Novo edital deverá ser publicado.