Prefeitura de Catanduva incentiva a Economia Sustentável

0

Ações prevêem a eliminação de copos descartáveis em local de trabalho e adoção de sacolas sustentáveis

A Prefeitura de Catanduva, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura realiza ações de economia sustentável, que prevêem a eliminação de copos descartáveis e a adoção de sacolas sustentáveis.
Na quarta-feira (17), às 10 horas, a secretária de Meio Ambiente Kátia Regina Penteado Casemiro realizou uma reunião com 25 funcionários do Centro de Saúde ‘José Perri’ para dar continuidade à ação de “Economia Sustentável” junto ao setor público, para adesão de xícaras permanentes ao invés de copos de café de 50 ml descartáveis.
A ação é uma das exigências da Diretiva Cidade Sustentável do Programa Município Verde Azul (PMVA), cujo resultado prático evidencie a economia no uso de recursos naturais não renováveis ou a substituição pelo uso de recursos naturais renováveis. O objetivo é conscientizar e incentivar os funcionários do poder público a efetuar a troca dos copinhos plásticos de café por xícaras permanentes ou canecas, considerando também uma opção econômica para o Setor Público.
Sacolas
Na mesma linha de conscientização, a secretária fez uma palestra sobre “Adoção de Sacolas Reutilizáveis”, na quarta-feira (17), às 16 horas, aberta para a população, para discutir a substituição das sacolinhas plásticas por sacolas permanentes, que segundo pesquisas, demoram em torno de 300 anos para se decompor, contribuindo para as inundações nas grandes cidades.
As sacolas são leves, facilmente levadas pelo vento se jogadas em rios, praças, matas, ameaçando animais e poluindo tudo. Algumas, de acordo com a tecnologia usada em sua fabricação, liberam substâncias tóxicas que acabam contaminando os animais. Atualmente, os aterros de lixo estão superlotados desses materiais.
Pensando na economia dos recursos naturais usados como matéria prima das sacolas plásticas, foi desenvolvida uma ação incentivada pelo PMVA junto à população cujo resultado prático evidenciasse a economia da matéria prima (recurso natural não renovável) por meio da substituição pelo uso de materiais permanentes. Nessa ação, além da substituição das sacolinhas plásticas por sacolas permanentes, pensou-se na economia de outros recursos naturais ao se utilizar lonas de propaganda – material descartado – para a confecção das sacolas, ao invés de tecidos ou outros materiais novos e, principalmente, reforçando a importância da reutilização de materiais.
Ao final da palestras foram distribuídas sacolas reutilizáveis, confeccionadas por voluntários, aos convidados como incentivo para substituir as sacolas plásticas descartáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA