Prefeito de José Bonifácio renuncia ao cargo

0
Câmara recebeu carta de renúncia minutos antes de votação da cassação do prefeito de José Bonifácio, Celso Calgaro — Foto: Fernando Daguano/TV TEM/Arquivo

Vereadores iriam votar o relatório de uma CPI que apontou irregularidades na administração municipal.

O prefeito de José Bonifácio (SP), Celso Olimar Calgaro (PSDB), conhecido como “Celso Gaúcho”, renunciou ao cargo na manhã desta quinta-feira (1º).

Celso entregou a carta de renúncia na Câmara de Vereadores e também na prefeitura. O documento foi entregue na Câmara minutos antes dos vereadores iniciarem uma sessão extraordinária que votaria a cassação dele. Com a saída de celso, quem assume a prefeitura é o vice Dilmo Resende de Carvalho (DEM).

Os vereadores foram convocados para votar o relatório de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apontou irregularidades na administração municipal. De acordo com a CPI, Celso Gaúcho fraudou licitações de compras de peças e manutenção de veículos.

Na carta, o agora ex-prefeito afirma que renunciou por motivos pessoais. Procurado pela TV TEM, ele não retornou as ligações.

Prefeito já foi cassado

O prefeito Celso Calgaro já foi cassado pelos vereadores em 2018. Porém, o Tribunal de Justiça suspendeu a sessão da Câmara e Celso retornou ao cargo, em março do ano passado.

A sessão que cassou o mandato do ex-prefeito por improbidade administrativa foi realizada em abril de 2018 e durou 12 horas. Seis dos noves vereadores da cidade votaram a favor da cassação.

Celso foi acusado de direcionar uma licitação para aluguel de ônibus de transporte de universitários.

Na época, a defesa de Celso Calgaro alegou que a Câmara não seguiu as regras que permitiam a defesa do prefeito. Além disso, teria publicado a decisão uma única vez no Diário Oficial, quando o correto seria publicar duas, com intervalo de três dias.

Por G1