PRB não amedronta e Alckmin mantém Secretário de Esporte

0
Bancada de Deputados do PRB na Assembléia Legislativa de São Paulo(Foto: Reprodução/PORTAL PRB)

Deputado republicano tenta conduzir ao cargo ex-vereador que aparece na lista da Máfia do Asfalto

A bancada do PRB, na Assembleia Legislativa de São Paulo abandonou a base aliada do governador Geraldo Alckmin (PSDB), depois que Alckmin manteve o Secretário de Esportes Paulo Gustavo Maiurino no cargo. Os deputados da bancada alegam que o secretário não representa o partido no governo. Alckmin manteve sua posição mesmo diante das ameaças dos parlamentares de abandonar a base. Entre auxiliares mais próximos, o governador teria dito, que não aceitaria a pressão dos deputados republicanos, uma vez que o secretário tem uma atuação positiva junto à pasta.

O comando Nacional do PRB manteve o silêncio sobre a saída da bancada do partido da base governista de Geraldo Alckmin. Nos corredores da Assembleia, a repercussão sobre a debandada do PRB, foi negativa para a legenda. Um dos deputados mais antigos, confidenciou ao BOM DIA, que o PRB, “sempre fisiologista, por certo não fará diferença”. Outros deputados chegam a fazer apostas sobre o retorno do partido à base. “Vai ficar feio, pois o partido não sobrevive. Esses deputados do PRB vivem à sombra do governo”, desabafou um tucano de alta plumagem.
A manobra dos deputados do PRB, comandada pelo deputado Wellington Moura, chegou a indicar um nome para substituir o atual secretário, que é também delegado da Polícia Federal e formado pelo FBI, agência da Polícia Americana.
Moura tentou conduzir ao cargo o ex-vereador de São José dos Campos Shakespeare Carvalho (“Sheike”), que aparece na lista da Máfia do Asfalto, que agia em dezenas de municípios do noroeste paulista e foi alvo da Operação Fratelli. O grupo é acusado de desviar mais de R$ 1 bilhão em fraudes de licitações para pavimentação.
O BOM DIA recebeu denúncia apontando que a Policia Federal e o Ministério Público Federal não chegaram ao ex-vereador Shakespeare porque não associaram o codinome “Sheike” a ele. O ex-vereador Shakespeare era visto com frequência no escritório do empresário Olivio Scamatti, que segundo a PF era o líder da “Máfia do Asfalto”, na alameda Campinas em São Paulo. No meio político, Sheike é conhecido como “vendedor” de emendas dos deputados Otoniel Lima, Gilmaci dos Santos e Antônio Bulhões, todos os deputados do PRB.
Segundo investigadores da Polícia Federal, outras novidades no caso envolvendo
Parlamentares Estaduais do PRB devem surgir.

Os deputados citados na reportagem foram procurados por nossa reportagem. Wellington Moura disse que o PRB quer um secretario mais político, pois o secretário atual é muito técnico, os demais deputados não foram localizados. Shakespeare Carvalho também não foi localizado. O Secretário de Esporte também foi procurado, mas segundo sua assessoria ele estava no exterior em um treinamento do FBI, pois o Delegado Federal também é graduado pela policia americana e só chega ao Brasil na próxima semana.

Lista divulgada pela PF