Policial morto em assalto a empresa de valores estava de folga e foi chamado pelos pais, diz PM

0
André Luís Ferro da Silva tinha 37 anos (Foto: Reprodução/TV TEM)

Policial civil era investigador em Araçatuba; casa dos pais fica perto da empresa atacada. Criminosos explodiram prédio e atearam fogo em veículos bloqueando a saída de viaturas do quartel da PM.

O policial civil que foi morto durante o assalto a uma empresa de valores em Araçatuba (SP), na madrugada desta segunda-feira (16), estava de folga do serviço e foi ao local para ver o que acontecia após ser chamado pelos pais, segundo a Polícia Militar.

O grupo criminoso explodiu a empresa e fugiu. A polícia e a empresa não informaram se algum valor foi levado. Os ladrões também atearam fogo em veículos para bloquear a saída de viaturas do quartal da PM, que fica perto do local do ataque.

Criminosos explodiram prédio de empresa de valores em Araçatuba (Foto: Arquivo Pessoal)
Criminosos explodiram prédio de empresa de valores em Araçatuba (Foto: Arquivo Pessoal)

André Luís Ferro da Silva tinha 37 anos e foi baleado durante a ação. Ele foi socorrido com vida, mas morreu durante atendimento na Santa Casa. Silva era integrante do Grupo de Operações Especiais (GOE), e deixou duas filhas e a esposa.

O velório começou durante a tarde desta segunda-feira e o enterro está previsto para terça-feira (17), sem horário definido.

Velório de policial morto durante ação de quadrilha foi em Araçatuba (Foto: Reprodução/TV TEM)
Velório de policial morto durante ação de quadrilha foi em Araçatuba (Foto: Reprodução/TV TEM)

De acordo com a PM, o policial estava de folga e morava em um bairro próximo à sede da Protege. Os pais dele moram no bairro Santana, onde aconteceu o ataque, e ligaram para ele para contar sobre as explosões e os tiros. No caminho, a vítima cruzou com os assaltantes e foi atingido por vários disparos.

O empresário e amigo do policial, Rafael Andreotti Boato, está inconsolado com a morte de Silva. “Ele era uma pessoa fantástica, muito gente boa. O cara era amigo, firmeza. Ele participava de tudo, tudo o que pedia, ele ajudava. Era um cara brincalhão e a gente ficou totalmente decepcionado com o que aconteceu. Ficamos muito tristes.”

Equipes da polícia se mobilizam para encontrar suspeitos de explosão em Araçatuba
Equipes da polícia se mobilizam para encontrar suspeitos de explosão em Araçatuba

Outras vítimas

Segundo a Santa Casa de Araçatuba, outras duas pessoas ficaram feridas durante a ação dos criminosos.

De acordo com o hospital, uma mulher foi atingida por uma bala perdida no pé enquanto outra mulher foi atingida por estilhaços na barriga. Elas foram socorridas, levadas para o pronto-socorro de Araçatuba e passam bem.

O assalto

A ação da quadrilha explodiu o prédio de uma empresa de valores na madrugada desta segunda-feira, em Araçatuba.

infográfico de mega-assalto a empresa de valores em Araçatuba (Foto: G1/Arte)
infográfico de mega-assalto a empresa de valores em Araçatuba (Foto: G1/Arte)

Segundo a polícia, cerca de 30 criminosos atearam fogo em veículos bloqueando a saída de viaturas do quartel da Polícia Militar, que fica perto do local do roubo.

Criminosos também atiraram contra a entrada para impedir a saída dos policiais que estavam no quartel e houve troca de tiros. Na sequência, outro grupo foi até a empresa de valores e usou dinamite para explodir o prédio.

Policial civil é morto após quadrilha explodir prédio de empresa de valores em Araçatuba (Foto: Arquivo Pessoal)
Policial civil é morto após quadrilha explodir prédio de empresa de valores em Araçatuba (Foto: Arquivo Pessoal)

Moradores do bairro relataram ao menos quatro explosões e parte do imóvel foi destruída. O grupo ficou cerca de 40 minutos no local. Não há confirmação se levaram dinheiro.

Em nota, a Protege confirmou o assalto e disse que “todos os vigilantes encontram-se em segurança e a empresa está colaborando com as autoridades na investigação em curso”.

A empresa disse, ainda, que cumpre a legislação em vigor do setor, atividade regulamentada pela Polícia Federal e demais órgãos competentes, e “investe constantemente em novas tecnologias para aprimorar suas operações”.

Caminhão usado por ladrões para impedir trânsito em rodovia (Foto: Reprodução/TV TEM)
Caminhão usado por ladrões para impedir trânsito em rodovia (Foto: Reprodução/TV TEM)

Rodovia bloqueada

A Polícia Rodoviária Federal confirmou que os ladrões usaram um caminhão canavieiro para bloquear a pista da rodovia Marechal Rondon, no sentido Birigui a Araçatuba (SP).

Segundo a polícia, os assaltantes renderam o motorista e deixaram o veículo atravessado na pista, de forma a impedir a chegada da polícia.

A quadrilha foi embora e o caminhoneiro ficou escondido no mato. Os veículos que vinham em direção a Araçatuba perceberam o caminhão atravessado e foram estacionando no acostamento.

A Polícia Rodoviária disse que um dos motoristas decidiu entrar na boleia do caminhão e ele próprio retirou o veículo da pista, permitindo a passagem. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, a interdição durou cerca de dez minutos.

Caminhão incendiado ao lado da base da Polícia Militar para impedir reação da polícia (Foto: Arquivo Pessoal)
Caminhão incendiado ao lado da base da Polícia Militar para impedir reação da polícia (Foto: Arquivo Pessoal)
Sede da Protege foi atacada por ladrões durante a madrugada (Foto: Arquivo Pessoal)
Sede da Protege foi atacada por ladrões durante a madrugada (Foto: Arquivo Pessoal)