Polícia prende suspeito de passar trote no Metrô-SP com ameaças de bomba

0

Contador dizia ter avisado Estado Islâmico para explodir local, falou delegado.
Outro homem foi detido na frente da Arena Corinthians com mochila suspeita.

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quarta-feira (3) um homem suspeito de ameaçar explodir o Metrô por meio de trotes. De acordo com o Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade), um contador de 35 anos telefonava e enviava mensagens anonimante dizendo que tinha avisado o Estado Islâmico (EI) onde ficava o Centro de Controle para que o grupo terrorista explodisse o local durante a Olimpíada.

Pela manhã, ocorreu outro caso envolvendo suspeita de bomba, dessa vez no entorno da Arena Corinthians, na Zona Leste. Um homem foi detido pela Polícia Militar (PM).

“Rastreamos as ligações do sujeito e o prendemos nesta manhã em Itaquera”, disse o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, diretor do Decade. “Ele vinha fazendo isso há uns dez dias, enviando inclusive mensagens via WhatsApp escrevendo que avisou o Estado Istâmico para explodir o Metrô”.

Por meio de nota enviada à imprensa, a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que o detido usava um celular de outra pessoa, se dizendo membro do Estado Islâmico.

Apesar disso, Nico Gonçalves afirmou à reportagem que não há provas de que ele pertença ao grupo radical islâmico e, por esse motivo, será solto após assinar um Termo Circunstanciado (TC), registro policial de menor potencial ofensivo.

“Ele vai ser responsabilzado por causar alarme e pânico e ainda por ameaça para responder em liberdade”, falou o diretor do Decade. “Eram trotes que ele passava. Ele nos contou que não gostava do Metrô”.

Procurada, a assessoria de imprensa do Metrô informou que, apesar das ameaças, o Centro de Controle funcionava normalmente nesta quarta-feira.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) falou sobre o caso durante coletiva sobre o expresso do Metrô para a Arena Corinthians. “Ele passava trote. Na dúvida, está preso. Não é possível fazer trote ameaçando ser terrorista. Todas as providências foram tomadas. Era uma pessoa que equivocadamente passava trote”, disse.

Arena Corinthians
Outro episódio também marcou o início da Olimpíada nesta quarta-feira em São Paulo _a cidade irá sediar dez partidas de futebol na Arena Corinthians, na Zona Leste. Pela manhã, um homem foi detido pela Polícia Militar após gritar na frente do estádio e derrubar sua moto, uma mochila e uma sacola perto de uma das entradas.

O esquadrão antibomba foi chamado e constatou que não havia nenhum explosivo nos pertences do suspeito. A pessoas presentes na entrada do estádio, ele chegou a dizer frases desconexas e a afirmar que era um estudioso de religião.

Segundo o capitão James, o rapaz ficou nervoso por se tratar de um trajeto usado por ele normalmente é que, nesta quarta, tem diversos bloqueios em razão dos jogos da Olimpíada que acontecem a partir das 15h.

“Ele ficou nervoso porque é uma área de circulação normal dele e, em dias de jogos, a gente tem que fazer uma restrição efetivamente maior”, afirmou o capitão.

O homem começou a gritar com policiais na entrada do estádio e subiu em uma grade (Foto: TV Globo/Reprodução)O homem começou a gritar com policiais na entrada do estádio e subiu em uma grade (Foto: TV Globo/Reprodução)

Ele disse ainda que o procedimento adotado pela PM é o previsto nos treinamentos para esse tipo de situação.

O homem foi retirado do entorno do estádio pela PM e seria liberado em seguida.

Polícia foi chamada para verificar o conteúdo da mochila abandonada no chão (Foto: TV Globo/Reprodução)Polícia foi chamada para verificar o conteúdo da mochila abandonada no chão (Foto: TV Globo/Reprodução)

O estádio será palco de uma das partidas de futebol dos Jogos Olímpicos. As equipes femininas de Canadá e Austrália se enfrentam a partir das 15h.

Segundo o tenente-coronel Luiz Renato Fiori, um dos responsáveis pela segurança na Olimpíada em São Paulo, a área foi isolada pela PM, que acionou seu esquadrão antibombas. “O Gate [Grupo de Ações Táticas Especiais] foi ao local e verificou que não se trata de bomba”, disse Fiori.

O oficial não informou o que irá acontecer com o dono da moto e da mochila.

Cão farejador foi usado para checar o conteúdo da mochila (Foto: TV Globo/Reprodução)Cão farejador foi usado para checar o conteúdo da mochila (Foto: TV Globo/Reprodução)

DEIXE UMA RESPOSTA