Polícia identifica mulher encontrada morta em canavial em Bady Bassitt

0
Carro da vítima foi encontrado pela polícia (Foto: Reprodução/TV TEM)

Marlene Ana Alves, de 52 anos, morava em São José do Rio Preto (SP).
Segundo família, ela saiu de carro no feriado do Carnaval e não voltou.

A polícia de Bady Bassitt (SP) identificou a mulher que foi encontrada morta em um canavial na semana passada na cidade. A vítima é Marlene Ana Alves, que morava em São José do Rio Preto (SP), e tinha 52 anos. Ela era ex-funcionária da Apae, divorciada e tinha dois filhos.

Segundo informações da polícia, Marlene tinha saído de casa na terça-feira (28) de Carnaval e não voltou. O corpo dela foi encontrado na sexta-feira (3) com uma marca de tiro. O carro de Marlene foi achado nesta segunda-feira (6), no bairro Jardim Jéssica, em Rio Preto, a poucos quilômetros da casa dela.

A suspeita de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, está descartada pelos investigadores. O carro estava aparentemente limpo, mas a polícia conseguiu identificar marcas de sangue quando usou uma substância química chamada luminol.

O delegado que cuida do caso diz que já tem pistas de quem pode ter cometido o crime, mas não deu detalhes para não atrapalhar as investigações. A mulher foi encontrada morta por um homem que andava de bicicleta perto do canavial. Ele viu o corpo jogado e acionou os policiais.

DEIXE UMA RESPOSTA