Polícia identifica mãe de aluno suspeita de postar ameaças de ataque ao Sesi de Sorocaba

0
Sesi Sorocaba — Foto: Divulgação

Por conta das ameaças, a escola chegou a suspender as aulas no dia 18 de março. De acordo com a delegada, a mulher negou o crime.

A Polícia Civil identificou uma mulher de 38 anos que teria postado ameaças de um possível ataque ao Sesi de Sorocaba (SP) em redes sociais utilizando um perfil fake. A suspeita é mãe de um aluno do próprio colégio.

Por conta das ameaças, a escola, que fica no bairro Mangal, chegou a suspender as aulas dos ensinos fundamental e médio no dia 18 de março, medida que atingiu cerca de dois mil alunos. A polícia identificou os responsáveis e constatou que não havia risco de ataque.

De acordo com a delegada Luciane Bachir, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), a mulher negou o crime, mas a polícia encontrou provas de que ela é a autora das mensagens.

Luciane Regina Bachir, delegada da DIG de Sorocaba — Foto: Carlos Dias/G1
Luciane Regina Bachir, delegada da DIG de Sorocaba — Foto: Carlos Dias/G1

Um notebook e outros equipamentos foram apreendidos na casa da suspeita durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão. O caso já foi esclarecido e a delegada deve pedir a prisão temporária dela.

Além da mulher, dois adolescentes, de 14 e 16 anos, também foram identificados como os responsáveis por fazerem ameaças de ataques a escolas de Sorocaba. O inquérito foi encaminhado à Vara da Infância e da Juventude.

“São três casos distintos, sem conexão entre si, que foram esclarecidos. Outros casos de ameaças em escolas também foram investigados pela Polícia Civil e descartados”, explica.