Polícia identifica casal que morreu carbonizado após carro bater em caminhão e explodir

0
Polícia identifica vítimas que morreram carbonizadas em acidente em Icém (SP) (Foto: Facebook/Reprodução)

Acidente em Icém (SP) que matou o sargento da Polícia Militar de MG Ribamar Antônio da Silva e sua esposa Kenia Faissal aconteceu na rodovia Transbrasiliana (BR-153), na tarde de segunda-feira (18).

A polícia identificou as vítimas que morreram carbonizadas após uma colisão entre o carro que eles estavam e um caminhão, na rodovia Transbrasiliana (BR-153), em Icém (SP), na tarde de segunda-feira (18).

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, as vítimas são o sargento da Polícia Militar em Frutal (MG) Ribamar Antônio da Silva e sua esposa Kenia Faissal.

A colisão frontal entre os veículos provocou a explosão do carro. O Corpo de Bombeiros e o serviço de assistência da rodovia foram acionados, mas o carro havia sido tomado pelas chamas quando as equipes chegaram ao local.

“Como o impacto foi forte e houve vazamento de combustível, ficou difícil realizar qualquer socorro às vítimas”, disse o policial Marcos Lourenço Batista logo após atender a ocorrência.

Carro ficou destruído após colisão com caminhão em Icém (SP) (Foto: Reprodução/TV TEM)
Carro ficou destruído após colisão com caminhão em Icém (SP) (Foto: Reprodução/TV TEM)
 

O caminhão que se envolveu no acidente trafegava de Birigui com sentido a Minas Gerais. Após a batida, ele atravessou a pista desgovernado.

“O carro branco vinha em alta velocidade, quando rodou umas duas ou três vezes até chegar em mim. Então o carro bateu atravessado no caminhão. Tentei tirar o caminhão, mas infelizmente não deu. Quando desci, vi a explosão”, lembra o caminhoneiro Gerolino Ferreira.

A perícia esteve no local e o acidente vai ser investigado.

Dianteira de caminhão ficou danificada (Foto: Reprodução/TV TEM)
Dianteira de caminhão ficou danificada (Foto: Reprodução/TV TEM)