Polícia Civil de Rio Preto apreende arsenal de armas e munições capaz de derrubar até um avião

0
Foram apreendidos três fuzis, três pistolas, grande munição .40, além de 37 carregadores. A polícia encontrou inclusive munição .50, com poder de fogo de derrubar até aeronave. Foto: Harley Pacola

Por Harley PACOLA

A Polícia Civil e Polícia Militar de Rio Preto realizam uma operação nesta sexta-feira (15) para investigar pessoas envolvidas, de forma direta ou indireta, com tráfico de drogas na região de São José do Rio Preto (SP).

As equipes estão cumprindo mais de 50 mandados de busca e apreensão e também de prisão em 33 cidades da região Noroeste Paulista.Os presos serão levados para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Rio Preto

A Polícia Civil de Rio Preto apreendeu na manhã desta sexta (15), num barracão localizado na avenida Dr. Ernani Pires Domingues, no bairro Macedo Telles, um arsenal de armas de grande calibre.

No local, havia um fuzil 762, dois fuzis 556, uma glock calibre 40, duas pistolas glock 9mm, 15 munições.50 e 37 carregadores com poderes de derrubar até um avião. Oito carros blindados também apreendidos avaliados em mais R$500 mil reais. O barracão servia para a quadrilha guardar os veículos, as armas e munições após os crimes praticados. “Todos os veículos são roubados e blindados”, afirma o delegado da DIG Alceu Lima de Oliveira Júnior.  Os policias também apreenderam coletes à prova de balas, placas que seriam clonadas. O barracão era alugado, segundo a polícia, com documentos frios. Ninguém foi preso.

De acordo com a DIG, o material seria de uma quadrilha especializada em roubos a  carro forte na região.”Por encontrarmos cerca de oito carros blindados, a gente suspeita de 25 pessoas integrantes da quadrilha”, diz o delegado. O bando poderia agir durante a madrugada

Os policias também apreenderam coletes à prova de balas e oito carros blindados, que eram clonados. Foto: Harley Pacola

no aeroporto de Rio Preto com o ataque a carro forte na pista.

Segundo o delegado, o (DEIC) Departamento Estadual de Investigações Criminais investiga a participação desses ladrões numa troca de tiros durante um roubo com a polícia de São José dos Campos e Ribeirão Preto.