Polícia apreende aparelho e investiga ‘gato’ na rede elétrica de indústria em Sorocaba

0
Polícia encontrou um dispositivo instalado no relógio medidor que altera o valor da conta em empresa de Sorocaba (SP) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Três pessoas da empresa foram levadas para prestar esclarecimentos na DIG. CPFL informou que empresa é reincidente em casos de fraude; Borcol afirma que desconhece as irregularidades.

A Polícia Civil apreendeu um dispositivo instalado no relógio medidor de energia elétrica de uma das maiores indústrias de Sorocaba (SP) nesta quinta-feira (10).

Na companhia de técnicos da CPFL, os policiais cumpriram uma ordem da Justiça e encontraram a fraude na zona industrial da cidade.

Segundo a polícia, o dispositivo apreendido instalado no relógio medidor atrasa o sistema e, com isso, a conta de energia fica mais barata.

A polícia informou que três pessoas da empresa foram levadas para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para prestar esclarecimentos.

De acordo com a CPFL, a empresa é reincidente em casos de fraude de energia, e já autuada em outubro de 2017.

A empresa Borcol, fabricante de borracha e uma das maiores indústrias de Sorocaba, declarou que desconhece qualquer irregularidade no relógio de energia elétrica e que a redução da conta, que pode ter levantado a suspeita, é porque a empresa diminuiu a produção. A Borcol informou ainda que cumpre todas as leis.