Polícia Ambiental faz operação em Marília e encontra galos usados em rinha

0
Briga de galo é ilegal, e polícia ambiental sugere denúncia. (foto: ilustrativa)

Os indícios mostraram que os galos encontrados eram utilizados em brigas ou rinhas, que são práticas ilegais de aposta. 

A Polícia Ambiental realizou em Marília neste domingo (22) uma operação para detectar maus tratos contra animais na cidade.

Os policiais receberam denúncia anônima sobre a prática de rinha de galos e foi até o local indicado, no bairro Jardim Continental, zona sul de Marília.

No local foram encontradas várias “baias”, onde estavam seis galos domésticos, tipo índio, todos com as esporas naturais serradas, indício que eram usados para brigas de galos, prática clandestina de apostas.

Um dos galos encontrava-se extremamente debilitado, com ferimentos nas barbelas e na crista e inchaço nos olhos.

Diante da situação, os policiais elaboram o auto de infração ambiental, no valor de R$ 18 mil, por prática de maus tratos, ferir e mutilar animais domésticos.

As aves foram levados a uma ONG de proteção animal, onde receberam os cuidados necessários e tratamento médico veterinário.

O infrator responderá pelo crime ambiental, onde a pena é de detenção de 3 meses a 1 ano, e multa.