PM é morto a tiros por investigador da Polícia Civil na casa da ex-mulher

0

Policial civil, que está foragido, é namorado da ex-mulher da vítima. Crime ocorreu em Valparaíso (SP).

Um policial militar foi morto a tiros na madrugada desta sexta-feira (29), em Valparaíso (SP). A suspeita da polícia é que o crime tenha sido cometido por um policial civil que namora a ex-mulher da vítima.

Segundo informações da polícia, Juliano Aparecido de Oliveira Macedo, de 38 anos, foi até a casa da ex-mulher– que é escrivã da Polícia Civil – e acabou sendo baleado pelo investigador.

O policial civil está foragido. Segundo a polícia, o policial militar levou tiros na perna e um na cabeça. A vítima foi levada para a Santa Casa de Valparaíso e depois para o pronto-socorro de Araçatuba (SP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no início da manhã.

O casal, que tem um filho, estava separado mas mantinha um bom relacionamento, segundo a Polícia Militar.

Juliano estava na corporação há 19 anos e 10 meses, morava em Valparaíso e trabalhava há quatro anos na companhia General Salgado (SP).

Polícia Civil

O policial civil e a namorada trabalham na delegacia de Valparaíso. Em nota, a Polícia Civil disse que vai abrir inquérito criminal e administrativo para investigar a conduta do policial civil. O local do crime foi periciado, a arma do PM foi apreendida e encaminhada ao Instituto de Criminalística.

A Polícia Militar disse que “lamenta a perda de seu integrante, o Cabo PM Macedo, que deixa um filho de 11 anos, pai, mãe e dois irmãos.”

O corpo está no IML (Instituto Médico Legal) e a família ainda não divulgou informações sobre o velório.