Piloto nega em depoimento alteração no prefixo de helicóptero que caiu

0
Helicóptero ficou destruído com a queda (Foto: Arquivo Pessoal)

Aeronave caiu na sexta-feira, 13 de janeiro, em Buritama (SP).
Cenipa disse que aeronave estava com o prefixo clonado.

Área onde helicóptero caiu foi isolada (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Helicóptero caiu perto do rio Tietê (Foto: Reprodução/ TV TEM)

O piloto do helicóptero que caiu na sexta-feira (13), em Buritama (SP), negou para a polícia ter adulterado o prefixo da aeronave. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), departamento da Aeronáutica que investiga acidentes aéreos, afirmou que o helicóptero é clonado.

Antônio Carlos Franco prestou depoimento nesta sexta-feira (20). Ele disse também que a aeronave que caiu na semana passada é a mesma do acidente ocorrido no fim de 2014. Ele também pilotava a aeronave naquela ocasião.

No depoimento para o delegado Ademir Sanches, o piloto assumiu que não tem registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), para pilotar helicópteros e que, depois do primeiro acidente, o helicóptero foi reformado e voltou a funcionar.

O piloto não explicou para polícia como o prefixo que estava na aeronave que ele pilotava era de outro helicóptero. Quando os técnicos do Cenipa chegaram ao local do acidente para fazer a perícia e descobriram que a aeronave era clonada, eles transferiram a investigação para a Polícia Civil. Franco, que é pecuarista, pode pegar até sete anos de prisão pelo helicóptero ser clonado e provocado o acidente, que deixou o passageiro da aeronave ferido.

Helicóptero caiu em região rural perto do rio Tietê (Foto: Arquivo Pessoal)
Helicóptero caiu em região rural perto do rio Tietê (Foto: Arquivo Pessoal)

O acidente
O helicóptero caiu na tarde de sexta-feira na região rural de Buritama, próximo ao rio Tietê. De acordo com os bombeiros, duas pessoas estavam na aeronave.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Birigui (SP), os dois foram socorridos por moradores da região e levados para a Santa Casa de Buritama.

Testemunhas disseram para a polícia que o acidente foi por volta das 17h. O helicóptero decolou de um clube, a dois quilômetros da queda. Moradores do local ouviram barulho da aeronave, que tentou pousar em um pasto, mas não conseguiu. Ao tentar pousar em outro local, acabou batendo em um fio de alta tensão e caindo.

Outro caso
De acordo com a Polícia Militar, esse mesmo piloto sofreu um acidente semelhante há aproximadamente dois anos. O acidente  foi em dezembro de 2014. O helicóptero caiu no meio de um canavial minutos depois de decolar de uma propriedade rural.

Na época o piloto sofreu apenas ferimentos leves e o passageiro chegou a ser encaminhado para UTI do Hospital de Base em São José do Rio Preto (SP). Naquele acidente, a Anac confirmou que o empresário Antônio Carlos Franco, que pilotava o helicóptero, não tinha licença para comandar a aeronave e que também estava com a documentação vencida.

*Com informações de Eduardo Fonseca, da TV TEM Araçatuba

Helicóptero ficou destruído com a queda (Foto: Arquivo Pessoal)
Helicóptero ficou destruído com a queda (Foto: Arquivo Pessoal)
Helicóptero foi retirado com ajuda de um guincho (Foto: Reprodução/ TV TEM)
Helicóptero foi retirado com ajuda de um guincho (Foto: Reprodução/ TV TEM)

DEIXE UMA RESPOSTA