PF investiga fraudes em registro de veículos motorhomes em Itu; quatro foram presos

0
Polícia Federal investiga fraude em registros de motorhomes em Itu — Foto: Daniel Schafer/TV TEM

De acordo com a PF, um funcionário da prefeitura que foi cedido ao Departamento de Trânsito (Detran) e três pessoas ligadas a despachantes foram presos.

Um funcionário municipal cedido pela prefeitura de Itu (SP) ao Departamento de Trânsito de São Paulo (Detran) e três pessoas ligadas a despachantes foram presas nesta terça-feira (26) suspeitos de facilitar registros de ‘motorhomes’.

A prisão faz parte da investigação da Polícia Federal sobre fraudes em Certificados de Adequação de Trânsito (CAT) na cidade.

A PF, com o apoio da auditoria do Detran/SP, cumpriu quatro mandados de prisão temporária e três de busca e apreensão em Itu. A prisão temporária é de cinco dias e o grupo vai responder por falsidade ideológica e formação de quadrilha.

De acordo com a Polícia Federal, os mandados são relacionados à investigação que mostrou possíveis irregularidades em inclusões indevidas de veículos ‘motorhomes’ no sistema de Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam), nos anos de 2015 e 2016.

A investigação apontou que o grupo vendia serviço de regularização de CATs para motorhomes a pessoas de várias partes do país. Foram identificados “clientes” do grupo no Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Segundo a polícia, a investigação começou depois de uma fiscalização do Denatran na unidade do Detran em Itu que constatou possível irregularidade nos registros de veículos. A informação de fraude foi passada à polícia por um funcionário preso anteriormente, segundo a PF.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, os investigados foram ouvidos e encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Sorocaba (CDP).