Pedestres sofrem para atravessar avenidas movimentadas em Rio Preto

0
Pedestres atravessam avenida Potirendaba, sem faixa para passar (Foto: Reprodução/TV TEM)

Em muitas delas, não há faixas de pedestres e carros passam em alta velocidade.

Quem anda a pé pelas ruas de São José do Rio Preto (SP) precisa de muita paciência e atenção para conseguir atravessar algumas avenidas, principalmente as de muito movimento. Isso porque alguns motoristas não respeitam e abusam da velocidade e os pedestres reclamam que faltam lombadas e faixas de segurança.

Na avenida de Maio entre os bairros Caic e São Judas o trânsito é intenso e quem precisa atravessar sabe que vai ter que esperar. Sem faixa de pedestres o jeito é passar em qualquer trecho da avenida mesmo e dar uma corrida para não ser atropelado. “É impossível atravessar até para ir para a escola, não tem lombada e sinaleiro para a gente consegui passar”, afirma a estudante Stefany Lopes

A cena se repete também na avenida Potirendaba e atravessar entre os carros é uma situação comum. O maior problema é que muitos motoristas não param, mesmo quando um pedestre está atravessando a avenida.

Na avenida José Munia também há poucas faixas de pedestres e atravessar a avenida é complicado, principalmente por causa do grande fluxo de carros e da velocidade deles. A avenida tem o limite de velocidade de 60 km/h, mas é ignorado por muitos motoristas.

Outras avenidas, como a Mirassolândia, a espera é grande e o medo é de acidentes também, principalmente no trecho que fica perto de uma escola. “Os carros vão rápido e está difícil mesmo atravessar, não respeitam o pedestre. Teria de colocar lombada com faixa de pedestre e assim o motorista terá de respeitar”, diz a atendente Neuraci de Gouvea.

Os pedestres têm se tornado cada vez mais vítimas de acidente. Das mortes no trânsito registradas em Rio Preto de janeiro a março deste ano, 25% delas foram por atropelamento. O coordenador operacional da Guarda Municipal, Vitor Cornachioni, explica que em cada ponto é feito um estudo específico.

“Estamos estudando ponto a ponto, o fluxo de veículos e a velocidade. O motorista precisa ser consciente em diminuir a velocidade e os pedestres em atravessar na faixa ou onde tiver semáforo”, afirma.

A prefeitura afirma que fará licitação para a construção de mais lombofaixas, as lombadas com faixas de pedestres, para instalar em alguns pontos da cidade. “Nós temos equipamento que mede velocidade e intensidade de veículos que passam, com base nisso a gente faz o estudo se precisamos instalar um radar, um lombada, faixas”, afirma o secretário de Trânsito, Amauri Hernandes.

Mulher corre para atravessar avenida em Rio Preto sem faixa de pedestre (Foto: Reprodução/TV TEM)
Mulher corre para atravessar avenida em Rio Preto sem faixa de pedestre (Foto: Reprodução/TV TEM)