‘Parecia que tinha atirado em casa’, diz moradora sobre motorista baleado por PM em discussão

0
Confusão aconteceu na Rua Alto Acre, no Jardim Bela Vista em Bauru (Foto: Giuliano Tamura / TV TEM )

Os dois discutiram por causa de um acidente de trânsito em Bauru. Homem ferido teria descido do carro e apontado arma para o policial.

A dona de uma barbearia no Jardim Bela Vista em Bauru (SP) ouviu a briga entre um motorista e um policial militar após um acidente de trânsito que terminou com um deles baleado na noite de segunda-feira (23) e conta que sentiu muito medo dos tiros. O motorista, que também estava armado, foi atingido por dois dos três disparos feitos pelo PM, que estava de folga.

“Senti muito medo, parecia que tinham atirado dentro de casa, só quando o barulho parou que eu saí de casa para ver o que tinha acontecido e vários moradores já tinham saído. A polícia chegou bem rápido e o rapaz foi socorrido. Antes, ouvi uma gritaria e uma pessoa falando para não atirar, mas aí vieram os tiros”, conta Isabela Rossini.

A confusão aconteceu em frente à barbearia e a casa de Isabela, onde ela mora com a filha de 2 anos, que fica nos fundos do imóvel na Rua Alto Acre. Segundo informações do boletim de ocorrência, o policial contou que o carro dele foi atingido pelo do outro motorista durante uma ultrapassagem e os dois começaram a discutir.

O homem teria então descido do carro já armado e apontado a arma para o PM. O policial, alegando legítima defesa e que estava com a esposa e a filha de três meses do carro, atirou três vezes contra o motorista, de 47 anos. Já a mulher do baleado informou à polícia que ele estava armado e nervoso porque havia recebido a informação que a casa deles havia sido furtada.

PM atira em motorista durante confusão após acidente de trânsito em Bauru
PM atira em motorista durante confusão após acidente de trânsito em Bauru

O representante da Polícia Militar, major Fabiano Serpa informou em entrevista à TV TEM que se os fatos ocorreram da forma como o policial descreveu, ele agiu dentro do que treinamento policial preconiza.

“No nosso treinamento de instrução de tiro, que a gente chama de método geral de preservação a vida, se a ocorrência foi da forma como as notícias chegaram até nós, o policial agiu dentro dos padrões da corporação”, explica.

Depois da confusão, o homem baleado foi encaminhado para o Pronto Socorro Central, sendo transferido para o Hospital de Base, onde passou por cirurgia e permanece internado na UTI. A família não autorizou a divulgação de informações sobre o estado de saúde dele.

Ainda de acordo com o registro, o homem baleado só tinha autorização para posse de arma. O caso será investigado pela Polícia Civil.

“As duas armas foram apreendidas, a do policial e da outra pessoa, o local foi preservado e foi tudo apresentado no plantão policial e a agora foi instaurado inquérito que vai apurar as circunstâncias dos fatos. E a Polícia Militar vai colaborar com as investigações”, completa o major da PM.

O major informou ainda que como o policial estava de folga não será aberta uma apuração interna, mas ele será recolhido temporariamente das funções externas e passará por algumas entrevistas com psicólogos para avaliar as condições dele retornar ao trabalho.

Confusão aconteceu na Rua Alto Acre, nesta manhã ainda era possível ver as marcas de sangue (Foto: Giuliano Tamura / TV TEM )
Confusão aconteceu na Rua Alto Acre, nesta manhã ainda era possível ver as marcas de sangue (Foto: Giuliano Tamura / TV TEM )