Pai agride médico e quebra porta de UPA por demora no atendimento a bebê de 3 meses

0
Pai da criança chutou e quebrou uma porta na unidade de saúde (Foto: Reprodução/TV TEM)

Promotor de vendas teria se exaltado por causa da demora para o atendimento. Secretaria de Saúde informou que não houve demora e que o tempo de espera é equivalente ao grau de prioridade.

Um promotor de vendas de 22 anos agrediu um médico e danificou a porta de uma Unidade de Pronto Atendimento no bairro Jardim das Oliveiras, na região norte de São José do Rio Preto (SP), na noite desta segunda-feira (20).

Segundo o boletim de ocorrência, o homem teria começado a discutir com uma enfermeira por causa da demora no atendimento da bebê de três meses, que estava com dificuldade para respirar.

Ainda conforme o registro policial, um médico percebeu a confusão e informou ao pai da criança que o atendimento já havia sido providenciado. O homem, ainda alterado, teria chutado a porta da sala de emergência da UPA.

O médico de 50 anos ainda teria tentado controlar o homem, mas os dois começaram a brigar e trocaram socos. Um funcionário da UPA ficou com um ferimento na boca, e o pai no pescoço.

Os suspeitos foram encaminhados ao plantão policial, ouvidos e liberados. Os policiais registraram um boletim de ocorrência por lesão corporal e dano ao patrimônio público.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que não houve demora no atendimento da criança, e que o tempo de espera nas unidades de urgência é equivalente ao grau de prioridade – a ordem de atendimento será de acordo com a gravidade de cada paciente.

Ainda de acordo com a nota, a secretaria informou que o caso será apurado e qualquer tipo de violência contra os funcionários é inaceitável.