Outubro Rosa, prevenir e viver melhor!

0
Outubro Rosa - Jornal bom dia
Movimento Outubro Rosa surgiu na década de 1990 — Foto: Divulgação

Semana de homenagem no mês de conscientização à prevenção do câncer de mama.

Os dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) mostram que o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, representando 28% de novos casos a cada ano. Você sabia que a alimentação e nutrição apresentam total influência na prevenção deste e de outros tipos de câncer? Vamos falar um pouco sobre o OUTUBRO ROSA e no vídeo desta semana, conversaremos sobre a alimentação como fator preventivo!

Foi na década de 1990 que nasceu o movimento conhecido como OUTUBRO ROSA. Teve como objetivo estimular a participação da população no controle do câncer de mama. Celebrada anualmente no mês de outubro, é uma campanha que compartilha informações sobre a prevenção do câncer, conscientização da doença para portadores, acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento e contribuição para reduzir a mortalidade.

O INCA participa do movimento desde o ano de 2010, através da promoção de eventos técnicos, debates e apresentações sobre o tema. Produz, também, materiais e recursos educativos para disseminar as informações relevantes. Das principais levantadas pelo o órgão, há a preconização da importância dos exames preventivos para serem realizados com frequência entre as mulheres.

Segundo o Instituto, o câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, aumentando potencialmente as chances de tratamento e cura. Independentemente da idade, recomenda-se que todas as mulheres conheçam o seu corpo, principalmente, as mamas. A maior parte descobre através do próprio exame de toque. Além disso, mulheres de 50 a 69 anos devem fazer exame de mamografia para rastreamento a cada dois anos, a fim de identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas.

A genética também deve ser levada em consideração no segmento de prevenção ou investigação do possível diagnóstico. É preciso conversar com o médico responsável para avaliar as condutas mais adequadas.

Sobre a alimentação na prevenção, falaremos detalhadamente nesta semana!