Os Bastidores

0
bastidores - jornal bom dia
Foto: Divulgação

#ALCIRINA AVANÇA

No dia 21 de setembro, a coluna adiantou que havia uma negociação para que a presidenciável Marina Silva (Rede) abrisse mão em favor de Ciro Gomes (PDT). Ontem, em São Paulo, as negociações foram ampliadas, entrando Gerado Alckmin (PSDB) na conversa. Um grupo de empresários criou o #Alcirina (Alckmin, Ciro e Marina), acreditando que seria a alternatva para estancar o crescimento de Jair Bolsonaro (PSL).

ACORDO A VISTA

O ânimo tomou conta da campanha de Ciro Gomes, diante da possibilidade de união de Alckmin e Marina em seu favor. Caso a união se concretize, Ciro aposta em uma disputa com Jair Bolsonaro no segundo turno. No PDT, os assessores e coordenadores de campanha comemoravam as negociações, acreditando que nesta quinta-feira (4) os partidos fechem o acordo.

ALCKMIN EMPERRA

A maior dificuldade para fechar o #Alcirina seria o tucano Geraldo Alckmin. Ele estaria resistente, acreditando na possibilidade de subir nas próximas pesquisas. No Ibope de ontem, no entanto, ele bateu em 7%, não demonstrando nenhuma evolução. Ciro Gomes apareceu com 10%, registrando queda de um ponto percentual. No PSDB, os mais próximos a FHC, ontem durante todo o dia se movimentavam para convencer Alckmin.

MARINA CALADA

A candidata Marina Silva, a primeira a ser procurada pelo grupo de Ciro, quando a coluna antecipou, continua a campanha e teria pedido aos coordenadores para segurar a negociação. Acontece que o tempo corre e Ciro tem pressa para definir a aliança, considerando que o primeiro turno da eleição acontece no próximo domingo. A correria é grande.

EMPATE PAULISTA

Nova pesquisa Ibope de intenção de voto para o governo de São Paulo, divulgada na tarde desta quarta-feira (3), indica um empate técnico entre os candidatos Joao Doria (PSDB) e Paulo Skaf (MDB). A magem de erro e de 2%. Os resultado é este:João Doria (PSDB): 24%; Paulo Skaf (MDB): 21%;Marcio França (PSB): 14%;Luiz Marinho (PT): 8%;Major Costa e Silva (DC): 3%;Professora Lisete (PSOL): 1%;Rogerio Chequer (Novo): 1%;Marcelo Candido (PDT): 1%; Prof. Claudio Fernando (PMN): 1%.Rodrigo Tavares (PRTB): 1%.Toninho Ferreira (PSTU): 0%.Lilian Miranda (PCO): 0%.Brancos/ nulos: 14%;Não sabe/Não respondeu: 11%.