Operação em Bálsamo prende 3 por tráfico de drogas e maus tratos a animais

0
Policiais civis de Bálsamo apreenderam dinheiro, celulares e drogas. Foto: Polícia Civil

Por: Harley PACOLA

A Polícia Civil de Bálsamo e com o apoio das equipes do (GOE) Grupo de Operações Especiais cumpriram na manhã desta sexta (15), três mandados de busca e apreensão em vários pontos da cidade, para combater o tráfico de drogas.

“A investigação é resultado de uma operação policial anterior que prendeu Willian Marcelo Almeida dos Santos, o “Quequinho”, suspeito de pertencer ao (PCC) Primeiro Comando da Capital. Ele foi preso no dia 31 de dezembro de 2018, em sua casa na posse de cocaína, crack e maconha”, diz o delegado Jairo Garcia Pereira.

Nesta sexta, foram presos Marcelo Barbara Emerich, 34 anos, e sua esposa, que estavam na posse de 2 porções de cocaína, e 9 pinos eppendorf com cocaína, droga que estava em sua casa no Centro de Bálsamo. Marcelo negou que seja traficante e disse que a droga era para seu consumo; sua esposa tentou esconder a cocaína dentro da calça quando da chegada da polícia, mas acabou confessando; ela disse que a droga era de seu marido Marcelo.

Eles serão encaminhados à carceragem da (DIG) de São José do Rio Preto. Em outra casa, uma hora depois, foi realizada busca na casa do estudante Ailton da Silva Vermonte, o “Modinha”, local em que foram encontrados dois cigarros de maconha e dois papagaios em situação de maus-tratos. A Polícia Ambiental esteve no local e aplicou multa de R$7 mil pelos maus tratos aos animais. Ele foi ouvido e liberado.

Marcelo Barbara Emerich, 34 anos, e sua esposa, que estavam na posse de 2 porções de cocaína, e 9 pinos eppendorf com cocaína, droga que estava em sua casa no Centro de Bálsamo. Foto: Polícia Civil de Bálsamo

 

A Polícia Ambiental esteve no local e aplicou multa de R$7 mil reais pelos maus tratos aos animais. Foto: Polícia Civil de Bálsamo