Sexta, 12 de Julho de 2024
21°

Tempo nublado

São Paulo, SP

Agricultura São Paulo

Governador sanciona prorrogação da lei de regularização de terras em SP até 2026

Texto assinado por Tarcísio de Freitas na Agrishow amplia prazo que beneficia assentados e pequenos, médios e grandes produtores rurais O post Gove...

30/04/2024 às 17h25
Por: Redação Fonte: Secom SP
Compartilhe:

O governador Tarcísio de Freitas sancionou na segunda-feira (29), na Agrishow, em Ribeirão Preto, a prorrogação dos prazos da lei estadual 17.557/2022 de regularização fundiária de terras até o final de 2026. O texto entra em vigor nesta terça (30), com a publicação no Diário Oficial do Estado.

Com a extensão da validade, o Programa Estadual de Regularização de Terras do Governo de São Paulo vai continuar beneficiando milhares de assentados e pequenos, médios e grandes produtores rurais ao longo dos próximos anos.

Na manhã de segunda, o governador falou a expositores e visitantes da Agrishow sobre o compromisso da gestão estadual para pôr fim a disputas agrárias e dar mais segurança jurídica ao agronegócio .

“A regularização fundiária é um passo importante que estamos dando para a segurança jurídica no campo. O resultado é imediato, a gente está trazendo segurança jurídica e, com ela, está vindo o investimento. Contem sempre com o Governo do Estado de São Paulo, hoje é um dia para a gente celebrar a maior feira agrícola do Brasil e também para homenagear os nossos produtores e o agronegócio”, disse Tarcísio.

A prorrogação foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) na semana passada. A medida permite que o Governo de São Paulo continue a celebrar acordos administrativos ou judiciais para regularizar terras públicas.

Com a extensão do prazo, o programa estadual também amplia o potencial de impacto transformador em regiões mais vulneráveis, como o Pontal do Paranapanema e o Vale do Ribeira, onde conflitos no campo persistem há décadas devido à indefinição sobre títulos de propriedades rurais em áreas devolutas.

Atualmente, 7,2 mil famílias estão assentadas em 154 mil hectares de terra em todo o território paulista. A Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp) encerrou 2023 com a regularização de mais de 6 mil imóveis e mais de mil famílias assentadas tituladas.

Em imóveis urbanos, o número superou 3 mil famílias. As regularizações fundiárias ocorreram em 49 municípios, especialmente cidades menores e com baixo índice de desenvolvimento humano.

Nesta segunda, o Governo de São Paulo entregou 29 novos títulos e termos para regularização fundiária de imóveis rurais que somam mais de 13 mil hectares. Os acordos representaram acréscimo de R$ 35 milhões nas arrecadação do Estado para políticas de desenvolvimento.

Os recursos arrecadados com a alienação onerosa das terras devolutas são destinados prioritariamente para políticas públicas de saúde, educação e desenvolvimento social e econômico, priorizando os municípios onde havia litígios de terra.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes