Murutinga do Sul fica sem coleta de lixo por causa de aterro interditado

0
Lixo não foi retirado das casas na manhã desta segunda-feira em Murutinga do Sul (Foto: Reprodução/TV TEM)

Prefeito e quatro funcionários chegaram a ser presos por depositar lixo no aterro sanitário interditado. Prefeitura assina contrato com empresa terceirizada.

A cidade de Murutinga do Sul (SP) ficou sem coleta de lixo nesta segunda-feira (18). Na semana passada, o prefeito Gilson Pimentel (PSDB) e quatro funcionários municipais foram presos porque estavam depositando lixo em um aterro sanitário interditado pela Cetesb.

Eles já estão em liberdade, após decisão da Justiça, e o prefeito voltou a administrar a cidade, mas agora ele tem um problema pela frente: onde levar o lixo recolhido das ruas?

Na manhã desta segunda-feira, os moradores colocaram o lixo para fora das casas, mas não foi feita a coleta e ela não deve ser feita até o fim do dia.

Segundo a prefeitura, nesta segunda-feira foi assinado um contrato emergencial com uma empresa de Catanduva (SP) para a coleta ser feita e colocada em contêineres da empresa. Depois o lixo irá para um aterro sanitário particular de Catanduva.

A prefeitura também tenta desapropriar uma área ao lado do antigo lixão para fazer o depósito do lixo, mas o processo jurídico deve demorar ainda.