Mulher morta com golpes de machado havia registrado queixas de ameaça contra o companheiro na polícia

0
Suelen Camilo morta com golpes de machado havia registrado queixa de ameaça na polícia contra o marido — Foto: Reprodução/Facebook

Suelen Camilo, de 29 anos, procurou a polícia duas vezes em Votuporanga (SP). Vítima relatou a familiares que foi ameaçada após dizer ao companheiro que iria terminar o relacionamento depois das festas de fim de ano.

A auxiliar de cozinha Suelen Camilo, de 29 anos, morta com golpes de machado em Votuporanga (SP) havia procurado a polícia duas vezes para prestar queixa de ameaça contra o marido, Antônio Barbosa, de 38 anos.

Segundo familiares da vítima, o casal se conheceu há mais de dez anos e, neste período, se separaram várias vezes. A última separação foi há alguns dias.

Conforme informado por parentes, Suelen relatou ter sido ameaçada depois de dizer ao companheiro que iria terminar o relacionamento após as festas de fim de ano.

Os dois ainda passaram a véspera de Natal junto com familiares e amigos. Um vídeo mostra o casal dançando poucas horas antes do crime.

Depois da festa, a vítima foi para a casa de uma irmã com o filho mais velho, enquanto o marido voltou para o sítio deles com o caçula.

O suspeito ligou para Suelen e pediu que ela fosse embora. Ao retornar para a residência da família com o filho mais velho, a mulher foi atingida com dois golpes de machado na cabeça.

De acordo com a irmã da vítima, os filhos de Suelen, de seis e 14 anos, pediram ajuda para ela depois de verem a mãe machucada. O menino mais novo é filho da vítima com o suspeito do crime.

De acordo com a polícia, a mulher teve traumatismo craniano e morreu no local. O marido fugiu após o crime e está sendo procurado.

Vítima foi morta pelo marido com golpes de machado no sítio onde morava em Votuporanga (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM
Vítima foi morta pelo marido com golpes de machado no sítio onde morava em Votuporanga (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM