Mulher morta a facadas por namorado queria terminar relacionamento, diz irmão

0
Claudenice Muniz foi morta em Votuporanga — Foto: Arquivo Pessoal

Crime aconteceu no bairro Vila Vicentina, em Votuporanga (SP). Suspeito foi preso em flagrante em Mirassol após confessar crime para irmã.

O irmão de Claudenice Muniz, de 47 anos e que foi morta a facadas pelo namorado, em Votuporanga (SP), afirmou que a vítima tentava terminar o relacionamento e pedia para que o soldador Richard Bruno Rossan Botelho saísse da casa, onde moravam há seis meses.

O crime aconteceu na madrugada de domingo (21), no bairro Vila Vicentina. O suspeito fugiu para Mirassol (SP), mas foi localizado e preso pela Polícia Militar.

“Eu não tenho muito conhecimento sobre a atual relação dela. A família não aprovava o relacionamento dos dois. Inclusive, foi por isso que o crime aconteceu. Ela pediu para ele sair da casa onde moravam e foi assassinada”, afirma Nelson Ferreira Neves.

De acordo com a Polícia Militar, depois de cometer o crime, o suspeito viajou para Mirassol (SP), onde confessou o crime para a irmã dele, que decidiu ligar para a corporação.

“Depois de recebermos a ligação, fomos até a casa onde os dois moravam e encontramos o corpo da vítima no chão do banheiro. Os cômodos estavam todos ensanguentados. Não há como dizer se houve briga ou algo do tipo”, afirma o sargento da Polícia Militar Thiago Barbizani Rodrigues.

Claudenice Muniz foi morta pelo companheiro em Votuporanga — Foto: Arquivo pessoal

Ainda segundo a corporação, a polícia começou a procurar pelo suspeito e o encontrou em Mirassol. A roupa utilizada no crime foi apreendida para passar por perícia. Ele foi levado à delegacia, onde permanece à disposição da Justiça.

O corpo de Claudenice Muniz foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Votuporanga. O velório e o enterro dela foram feitos no cemitério da cidade.