Mulher morre de leishmaniose visceral em Araçatuba

0

Vítima morava no bairro Jardim do Trevo. Esse ano já foram registrados três mortes e 13 casos da doença na cidade.

Uma mulher de 29 anos morreu de leishmaniose visceral em Araçatuba (SP). De acordo com a Secretaria de Saúde, a morte foi na sexta-feira (23), mas só foi confirmada a causa nesta terça-feira (27).

A vítima morava no bairro Jardim do Trevo. Esse ano já foram registrados três mortes e 13 casos da doença na cidade. No ano passado foram duas mortes e nove pessoas doentes.

A leishmaniose visceral é uma doença infecciosa que provoca febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso e anemia. Ela é transmitida pelo mosquito palha.

Os mosquistos são pequenos e têm como características a coloração amarelada ou de cor palha e, em posição de repouso, suas asas permanecem eretas e semiabertas.

A transmissão acontece quando fêmeas infectadas picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário.