Mulher agredida a marretadas pelo ex-companheiro tem alta hospitalar

0
Menina foi agredida pelo padrasto em Araçatuba (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

G1 Araçatuba

A mulher de 45 anos que ficou ferida ao ser agredida a marretadas pelo ex-companheiro em Araçatuba (SP) teve alta hospitalar na tarde de sábado (9). A informação foi confirmada à TV TEM nesta terça-feira (12) pela família.

O crime aconteceu na segunda-feira (4). De acordo com a família, a mulher foi agredida na frente da filha de 13 anos.

Ao tentar ajudar a mãe, a adolescente também foi agredida pelo padrasto com socos e marretadas na cabeça e nas costas. “Só escutei ela [a mãe] falando para ele [o agressor] não fazer isso. Vi ele agredindo ela na cabeça e fui para cima dele. Montei nele, dei uma joelhada na boca e ele me deu marretada na cabeça. Foi quando eu caí no chão. Tentei levantar e fui até o banheiro, mas ele deu um soco nas costas e eu bati o queixo e levei três pontos. Tranquei a porta, mas ele conseguiu arrebentar o banheiro e me agrediu mais. Dois consegui ligar para minha irmã e para a polícia”, conta. A mulher foi socorrida e encaminhada para a Santa Casa de Araçatuba.

Prisão temporária

O suspeito Hélio Miranda Fernandes se apresentou na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) para prestar depoimento na sexta-feira (8).

Na sequência, ele foi preso e encaminhado a uma unidade prisional da região, após a Justiça decretar a prisão temporária dele por 30 dias.

De acordo com a Polícia Civil, durante o depoimento, o suspeito disse que realiza tratamento neurológico e que não se lembrava do que aconteceu. Ainda afirmou estar arrependido e se declarou para a mulher dizendo que a ama.