MP investiga denúncia de falhas no pós-operatório de cães e gatos do CCZ de Rio Preto

0
Centro de Zoonoses de São José do Rio Preto (Foto: Antonoel Cavalcante/Google Street View)

Secretaria de Saúde informou à TV TEM que castração é pouco invasiva e que o Centro de Controle de Zoonoses não tem estrutura para cuidar dos animais no pós operatório.

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito para apurar uma denúncia de falhas em castrações feitas em cães e gatos pelo Centro de Controle de Zoonoses de Rio Preto (SP).

Uma associação de proteção aos animais denunciou à promotoria que o CCZ não oferece pós-operatório aos animais castrados. O promotor Sérgio Clementino disse que já notificou a Secretaria de Saúde da cidade.

Já a secretaria disse à TV TEM que a técnica de castração usada é pouco invasiva e são aplicados antibióticos de longa ação no animais. Afirmou também que o CCZ não tem estrutura física para cuidar dos animais durante o pós-operatório.