MP apresenta denúncia contra serial killer preso por matar mulheres em Votorantim

0
'Mexicano' foi preso por assassinar quatro mulherem em Votorantim — Foto: Reprodução/TV TEM

‘Mexicano’ foi preso pela Polícia Civil em fevereiro por crimes cometidos em 2014, 2015 e dois em 2017. É esperada uma condenação de, no mínimo, 80 anos de prisão.

O Ministério Público apresentou uma denúncia contra o homem apontado como responsável por assassinar quatro mulheres em Votorantim (SP) entre 2014 e 2017. Everton Júnior Soares, de 27 anos, conhecido como “Mexicano”, está preso desde agosto deste ano.

Segundo o MP, ele vai responder por homicídio com feminicídio, motivo fútil, crueldade e impossibilidade de defesa da vítima. Por todos os crimes é esperada uma condenação de, no mínimo, 80 anos de prisão.

A Polícia Civil divulgou a conclusão da investigação em agosto. As mortes ocorreram em 2014, 2015 e duas delas em 2017.

Everton está preso desde fevereiro pela morte de Mara Aparecida Faria. A vítima foi encontrada seminua e com o rosto parcialmente queimado em uma quadra esportiva da Vila Garcia, em dezembro do ano passado.

O pai dele também está preso após uma testemunha relatar à polícia que o homem participou do crime.

As vítimas

De acordo com a polícia, foram vítimas do serial killer Jéssica Roberta Pereira, de 30 anos, morta em 17 de maio de 2014; Rosângela da Cruz Silva, de 50 anos, assassinada em 18 de abril de 2015; e Lúcia Yumi Ukai Fukany, de 52 anos, morta em 19 de março do ano passado.

Na época, o delegado afirmou que o que chamou a atenção dos investigadores foi a forma quase idêntica com que Everton cometeu os assassinatos.

A investigação mostrou que ele atraía as mulheres para terrenos baldios e tentava manter relações sexuais com elas. Como não conseguia, matava as vítimas.

A polícia informou que os crimes foram cometidos em um raio de dois quilômetros da casa do suspeito. O criminoso já tinha passagens na polícia por furto e ameaça.