Motorista acusado de matar policial em acidente é condenado a 17 anos de prisão

0
Carro envolvido no acidente foi apreendido — Foto: Reprodução/TV TEM

O motorista Claudinei Luís Pereira Matos, de 47 anos, acusado de provocar o acidente que matou o policial civil Sérgio Barbosa da Silva foi condenado a 16 anos de reclusão e um ano de detenção. O júri popular foi realizado na tarde e noite desta quarta-feira (12), em Andradina (SP).

A batida aconteceu em maio de 2017 na estrada que liga Castilho a Nova Independência (SP). A vítima pilotava uma moto quando Claudinei perdeu o controle da direção e atingiu a lateral da motocicleta. O filho do policial de 15 anos estava na garupa e ficou ferido.

Claudinei foi condenado por homicídio qualificado com dolo eventual e uma tentativa de homicídio qualificado, por impossibilitar a defesa das vítimas.

Segundo a Polícia Civil na época do acidente, Claudinei estava embriagado e fugiu do local do acidente sem prestar socorro às vítimas, que foram levadas para o pronto-socorro pelo Corpo de Bombeiros. Contudo, somente o adolescente sobreviveu aos ferimentos.

Na época, Claudinei foi encontrado dentro da casa dele e levado para a delegacia. O veículo batido foi apreendido e serviu como prova durante o inquérito.

De acordo com o juiz Jamil Nakad Junior, que presidiu o julgamento, Claudinei Luís Pereira foi condenado a 12 anos de reclusão pelo homicídio qualificado com dolo eventual de Sérgio Barbosa da Silva e mais quatro anos pela tentativa de homicídio do adolescente.

Além disso, o réu também foi condenado a seis meses de detenção e proibição de obter a habilitação por dirigir embriagado e mais seis meses pelo crime de dirigir sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Ainda segundo Jamil Nakad Junior, Claudinei recebeu o direito de recorrer à decisão em liberdade pelo fato de já estar respondendo o processo da mesma forma.