Mocidade da Vila Falcão é a campeã do carnaval em Bauru

0
Dirigentes da Mocidade da Vila Falcão festejam o título após a apuração no Centro Cultural de Bauru — Foto: Prefeitura de Bauru/Divulgação

G1 Bauru/Marília

A escola de samba Mocidade Unida da Vila Falcão sagrou-se campeã do carnaval de Bauru (SP). A definição aconteceu no fim da tarde desta quarta-feira (6) de Cinzas depois de uma disputada acirrada, ponto a ponto, com a Acadêmicos da Cartola.

A apuração de votos do carnaval 2019 de Bauru aconteceu no Auditório do Centro Cultural, na Avenida Nações Unidas. A Mocidade da Vila Falcão foi eleita a campeã com 179,30 pontos, apenas meio ponto a mais que a Acadêmicos da Cartola, a vice-campeã com 178,80 pontos

Na terceira colocação ficaram empatadas as escolas Coroa Imperial da Grande Cidade e Tradição da Zona Oeste, com 171,40 pontos cada. A Tradição da Bela Vista foi desclassificada por não possuir o número mínimo de participantes exigido no regulamento.
Com o título, a Mocidade garante o terceiro troféu conquistado nos últimos quatro anos (venceu também as disputas em 2016 e 2017). A Cartola era atual campeã, com a vitória conquistada em 2018. Antes disso, a Cartola mantinha hegemonia de quatro anos, cm títulos seguidos de 2012 a 2015.

Segundo a prefeitura de Bauru, o carnaval 2019 da cidade reuniu cerca de 30 mil pessoas no Sambódromo da cidade, sendo 14 mil espectadores no primeiro dia de desfiles, no sábado (2), e outras 16 mil pessoas no domingo (4).

Título inédito nos blocos

Já nos blocos, o título ficou com o Estrela do Samba de Tibiriçá, que venceu o carnaval bauruense pela primeira vez ao somar 98,90 pontos. Em segundo lugar ficou o Pé de Varsa, com 98,60 pontos, seguido pelo Esquadra da Indepa, com 98,20 pontos.

Na sequência da categoria blocos, a apuração apontou: Os Farofeiros (97,90 pontos), Estação Primavera (97,10 pontos), Ouro Verde 100% Arte (93,0 pontos) e Estação Primeiro de Agosto (92,80 pontos).

Os blocos Império da Lagoa do Sapo e Dragões da Vila foram desclassificados por não possuírem o número mínimo necessário de integrantes.