Mesmo com chuva, Wesley Safadão faz público vibrar na arena de Barretos

0
Rebolativo, Wesley Safadão não economiza no gingado para alegria das fãs (Foto: Érico Andrade/G1)

Segunda noite de shows teve ainda o ‘Cabaré’ de Leonardo e Eduardo Costa.
Dennis Dj transformou estádio em balada eletrônica e baile de funk carioca.

A segunda noite da Festa de Barretos (SP) proporcionou ao público muita diversão, e agradou. Prova disso é que nem mesmo as pancadas de chuva durante a madrugada de sábado (20) e a queda brusca de temperatura no Parque do Peão desanimaram os festeiros.

A arena ficou lotada para o “Cabaré” de Leonardo e Eduardo Costa, e o arrocha dançante de Wesley Safadão, que, diferente do último ano, fez um show praticamente com repertório próprio, digno daquele que é considerado o “1% mais safado do Brasil”.

No intervalo das duas apresentações, Dennis Dj assumiu as picks-ups no palco principal e transformou o Estádio em balada eletrônica, apostando também no funk carioca, que fez as “mais novinhas” rebolarem nas arquibancadas e camarotes.

Leonardo e Eduardo Costa se encontram no palco da Arena da Festa do Peão de Barretos 2016 (Foto: Érico Andrade/G1)
Leonardo e Eduardo Costa se encontram no palco da arena da Festa de Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)

Os primeiros a subirem ao palco, pontualmente às 23h, foram Eduardo Costa e Leonardo. O jeito brincalhão dos sertanejos empolgou os fãs, que se divertiram e dançaram, como se a arena de rodeio fosse realmente uma casa de shows.

No repertório, releituras de clássicos das décadas de 1980 e 1990, incluindo composições de Amado Batista, Fagner e dos medalhões Chico Rey & Paraná. Leonardo e Eduardo Costa mostraram porque a parceria, que teve início há quase dois anos, ainda é um sucesso.

A mais cantada (Foto: Arte/G1)

Safadão apostou em um repertório dançante, quase que exclusivamente de arrocha e forró, inclusive quando interpretou músicas dos sertanejos Marília Mendonça, Loubet, Israel Novaes, Maiara & Maraisa, e até dos MCs Zaak e Jerry.

Até a “Metralhadora” da banda Vingadora se transformou em ritmo envolvente e agitado, bem diferente da versão original. Mas, sem dúvida alguma, os sucessos “Vou dar virote”, “Camarote”, e “A dama e o vagabundo” foram as mais cantadas da noite.

Eduardo Costa e Leonardo mostram interação no palco da Festa do Peão de Barretos 2016  (Foto: Érico Andrade/G1)
Eduardo Costa e Leonardo contaram piadas ‘picantes’ e divertiram o público (Foto: Érico Andrade/G1)

Irreverente e romântico. Sem dúvida essas são as palavras que descrevem o show Cabaré, repleto de piadas “picantes” e coreografias sensuais. Leonardo e Eduardo Costa abusaram do improviso e não ficaram acanhados com as doses de pinga diante do público.

“Para quem não sabe, esse cabaré é uma obra de caridade que nós abrimos para ajudar o Leonardo, um homem que gastou todo o dinheiro que ganhou em puteiro”, disse Costa, sendo interpelado pelo parceiro. “Não, não. Metade do dinheiro eu gastei em puteiro”, disse. “E a outra metade?”, replicou Costa. “À toa”, finalizou Leonardo, e levando a arena às gargalhadas.

Arte Barretos (Foto: Arte/G1)

Eduardo Costa mostrou seu lado multi-instrumentista, tocando acordeon em “Blusa Vermelha”, de Chico Rey & Paraná, e executando um solo de guitarra invejável ao final de “Meu ex-amor”. O público foi ao delírio, gritando e aplaudindo muito.

Eduardo Costa toca guitarra durante o show com o cantor Leonardo na Festa do Peão de Barretos, SP (Foto: Érico Andrade/G1)
Eduardo Costa toca guitarra durante o show com o cantor Leonardo em Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)
Deu ruim (Foto: Arte/G1)

Wesley Safadão subiu ao palco com quase uma hora de atraso e depois de uma forte vaia dos fãs, que aguardavam o cantor sob uma fina garoa. O mal-estar durou pouco. Bastou o primeiro acorde de “Camarote” para a multidão explodir em gritos histéricos.

Wesley Safadão agradece a presença dos fãs na Festa do Peão de Barretos 2016 (Foto: Érico Andrade/G1)
Wesley Safadão agradece a presença dos fãs na Festa do Peão de Barretos 2016 (Foto: Érico Andrade/G1)
Mistura boa (Foto: Arte/G1)

A mistura de funk carioca com outros estilos agradou. Aliás, sempre agrada em Barretos. Dennis Dj remixou a batida da música eletrônica com “Baile de Favela”, sucesso de Mc João no carnaval 2016. O resultado foi uma multidão cantando alto e dançando até o chão.

Já Wesley Safadão apostou em “Amiga, parceira”, de Pikeno e Menor, com pegada de arrocha e também conseguiu um coral de mulheres, todas com os braços erguidos no meio da arena.

Dennis Dj se apresentou na segunda noite da Festa do Peão de Barretos (Foto: Mateus Rigola/G1)
Dennis Dj se apresentou na segunda noite da Festa do Peão de Barretos (Foto: Mateus Rigola/G1)
O hit (Foto: Arte/G1)

Já na abertura do show, Safadão fez a arena tremer com o mega-sucesso “Camarote”. O cantor não fez sequer uma pausa nos primeiros instantes e emendou “Sou Ciumento Mesmo”, “Poderosa”, “Segunda Opção”, “100% Muito Louco” e “Eu Tô de Boa”.

Safadão canta, dança, sorri, distribui beijos, fala com os fãs na Arena da Festa do Peão de Barretos 2016 (Foto: Érico Andrade/G1)
Safadão canta, dança, sorri, distribui beijos, fala com os fãs na arena de Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)
O figura (Foto: Arte/G1)

Safadão é conhecido entre os fãs pela atenção dispensada a aqueles que o seguem Brasil afora. Atende a todos os pedidos com simpatia. Em um dos momentos do show “pescou” um pequeno fã que curtia a apresentação da área VIP da arena. O menino mal pode acreditar que conseguiu atrair a atenção do astro para fazer uma foto em cima do palco.

Depois, quando interpretava “O nosso santo bateu”, de Matheus & Kauan, permitiu que outra fã subisse ao palco para dançar coladinho com ele. A jovem de Araraquara (SP) aproveitou cada segundo ao lado do ídolo, até ser retirada por um dos produtores.

Wesley Safadão pesca pequeno fã para foto em cima do palco na Arena da Festa do Peão de Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)
Wesley Safadão pesca pequeno fã para foto em cima do palco em Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)
O muso (Foto: Arte/G1)

Não é à toa que Safadão é unanimidade. Atencioso, sorridente e dançante, ele envolve o público de tal maneira que ninguém fica indiferente à sua energia. O “Vai, Safadão”, que virou um mantra no Brasil, é facilmente ouvido durante as pausas do cantor no palco.

Safadão bancou até o conselheiro amoroso. “Oh, Barretão! Vou dar minha opinião para vocês, porque quando fala de relacionamento, eu tenho uma opinião formada. Pra mim, todo relacionamento começa com Jorge & Mateus, quando termina ouve Maiara & Maraisa, Marília Mendonça, e para dar a volta por cima tem que escutar o Safadão. Vou falar uma coisa: na cabeça do seu ex, o último lugar que você está numa sexta-feira como essa é aqui no Barretão curtindo o Safadão. Ele deve estar achando que você está em casa, vendo as Olimpíadas.”

O 'vai, Safadão' virou um mantra em todo o Brasil e os fãs não pouparam os gritos em Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)
O ‘vai, Safadão’ virou mantra em todo o Brasil e os fãs não pouparam os gritos na Festa do Peão de Barretos (Foto: Érico Andrade/G1)

DEIXE UMA RESPOSTA