Medicamentos para tratamento de câncer estão em falta em Rio Preto

0
Pacientes que fazem tratamento contra o câncer não recebem medicamentos em Rio Preto (SP) (Foto: Reprodução/TV TEM)

No Hospital de Base, pelo menos cinco remédios para diferentes tipos de câncer estão com o estoque zerado.

Um medicamento utilizado para o tratamento de câncer está em falta há três meses e os pacientes de São José do Rio Preto (SP) estão receosos porque, sem o cuidado adequado, a doença pode avançar.

A aposentada Ana Garcia de Oliveira tomou o medicamento Trastuzumabe pela última vez em setembro. Ele é fornecido pela Secretaria de Saúde do Estado para pacientes que tiveram metástase depois do câncer de mama. Uma dose do remédio custa, em médica R$ 12 mil.

“Eu acho que eles tinham que por a mão na consciência e liberar o remédio. Eu preciso dele para viver. Sem o medicamento eu não sei o que vai acontecer”, diz.

De acordo com a filha da aposentada, Gisele Garcia de Oliveira, o remédio dura 21 dias. “É difícil viver com a angústia. A gente sabe que existe um medicamento que controla a doença, mas ele não vem. É desesperador”, lamenta.

Os hospitais públicos do país estão interrompendo os tratamentos contra o câncer por causa da falta dos medicamentos que são essenciais para controlar a doença. No Hospital de Base de Rio Preto, pelo menos cinco remédios para diferentes tipos de câncer estão com o estoque zerado.

Há mais de 40 dias, a instituição não recebe retorno do Governo do Estado sobre a normalização do fornecimento.

TV TEM entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde para um posicionamento sobre o caso, mas não obteve retorno.