Marília tem três casos confirmados de influenza A

0
Vacinação contra a gripe

A Secretaria de Saúde do município informou que Marília que a cidade registrou em 2018 três casos confirmados da influenza A – duas do subtipo H3N2 e uma de H1N1

Ao todo foram 28 notificações de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), das quais 21 tiveram resultado negativo e quatro resultados ainda são aguardados.

Um idoso de 82 anos, morador de Marília, morreu com confirmação do vírus H3N2 em março, após ser internado no Hospital das Clínicas com quadro de doença respiratória prévia e cardiopatia. Ele era tabagista.

Foi o primeiro caso de H3N2 e a causa da morte foi comorbidade, ou seja, a coexistência de mais de uma doença.

De acordo com o Ministério da Saúde, a influenza é uma infecção respiratória aguda, causada pelos vírus A e B.

O vírus A está associado a epidemias e pandemias e é um vírus de comportamento sazonal com aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias, podendo haver anos com menor ou maior circulação do vírus.

A gripe, ou influenza sazonal, inicia-se em geral com febre alta, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias.

Os sintomas respiratórios como a tosse e outros, tornam-se mais evidentes com a progressão da doença e mantêm-se em geral de três a cinco dias após o desaparecimento da febre.

Alguns casos apresentam complicações graves, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar. Devido aos sintomas em comum, pode ser confundida com outras viroses respiratórias causadoras de resfriado.