Mais uma morte no acidente de trânsito em Pirangi

0

Após três dias internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Padre Albino, em Catanduva, a paciente G.S.S., de 19 anos, vítima de acidente de trânsito na noite de sábado (15), em Pirangi, não resistiu aos ferimentos e morreu. A informação foi registrada pelo Plantão Policial na madrugada de terça-feira (18).

Conforme divulgado pelo Alta Tensão, na noite dos fatos, duas crianças, uma de 11 anos e outra de quatro, morreram na rodovia José Della Vech (SP-323).

Segundo a Polícia Civil, por volta das 21 horas, o motorista O.C., de 52 anos, transitava pela rodovia com o veículo Ford/Escort XR-3, vermelho, placas de Monte Alto, acompanhado das passageiras F.S.C.B., de 30 anos, G.S.S., de 19 e as duas meninas, quando no km 36 + 950 metros, o veículo capotou.

Com o forte impacto, a criança de quatro anos não resistiu aos ferimentos e morreu no local. As demais vítimas foram socorridas ao pronto socorro do hospital de Pirangi, onde a menina de 11 anos, também não resistiu. As vítimas F.S.C.B. e G.S.S. foram levadas para o Hospital Padre Albino, em Catanduva e o motorista O.C., ao hospital de Monte Alto.

Durante o atendimento no local do capotamento, policiais militares rodoviários foram informados por populares, que uma caminhonete Toyota/Hilux, preta, com placas de Pirangi, se envolveu no acidente.

Nas proximidades do veículo Ford/Escort os policiais encontraram um objeto, símbolo da marca Toyota, que possivelmente pertence ao veículo citado pelas testemunhas, além de partes do farol dianteiro.

Após realizar a perícia no local e no carro das vítimas, os policiais militares e a equipe de pericias foram até a residência do averiguado de 48 anos, onde a caminhonete estava estacionada na garagem do imóvel. O veículo apresentava danos em sua parte dianteira, inclusive com marcas de tinta na cor vermelha, semelhantes à cor do veículo acidentado.

Ainda segundo a polícia, de acordo com os danos observados na caminhonete, aparentemente a mesma bateu na traseira do Escort causando o acidente.

Na casa do averiguado, foi informado para os policiais que o motorista vinha da cidade de Fernando Prestes, sendo constatado ser o mesmo sentido que transitava o carro as vítimas. O motorista da caminhonete não foi encontrado.

O caso foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo, lesão corporal culposa na direção de veiculo, omissão de socorro, fuga de local de acidente e colisão. As causas e responsabilidades do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.

DEIXE UMA RESPOSTA