Mãe que agrediu o filho vai responder por homicídio qualificado: ‘Tarde para se arrepender’, diz delegado

0
Diogo - Jornal bom dia
Diogo Lima Moreira, de 5 anos, teve morte encefálica após ser agredido pela mãe em Valentim Gentil — Foto: Arquivo Pessoal

A mãe eque confessou ter agredido e provocado a morte do filho de 5 anos, em Valentim Gentil (SP), teria se arrependido de cometer o crime depois que retomou a consciência, segundo a Polícia Civil.

Stefhany Oliveira Lima, de 29 anos, disse que a agressão foi motivada porque ela estava alcoolizada e sem ânimo para brincar com o menino.

“Depois que passou o estado de embriaguezela [a mãe] retomou a consciência, mas é muito tarde para se arrepender e agora ela vai responder pelo crime de homicídio qualificado”, afirma o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) Devairdes Cogo.

Após a agressão, o menino foi levado pela própria agressora a um posto de saúde com ferimentos na cabeça e inicialmente disse aos médicos que ele havia caído de bicicleta.

No entanto, devido à gravidade dos ferimentos a polícia foi acionada e a criança foi transferida no domingo (16) ao Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de São José do Rio Preto (SP), onde foi constatado o traumatismo craniano.

Diogo Lima Moreira não resistiu aos ferimentos e teve morte encefálica na segunda-feira (17). A mulher autorizou a doação dos órgãos dele antes de ser presa.

Stefhany, que trabalha em um berçário de Valentim Gentil e tem outros dois filhos, foi encaminhada para a DIG de Votuporanga (SP) e presa temporariamente por cinco dias, podendo ser prorrogada. Em seguida, ela foi levada para a cadeia de Nhandeara (SP)

O caso gerou comoção entre os moradores da cidade e a mulher corria risco de ser linchada, informou a polícia. O velório foi realizado na noite de terça-feira (18) e o enterro será às 9h desta quarta-feira (19), no cemitério de Valentim Gentil.

A Prefeitura de Valentim Gentil disse que diante da situação, a mulher foi afastada do cargo até que a investigação seja concluída.